Sociedade

PRIVILÉGIOS MILITARES

Enquanto universidades fecham por falta de verba, aeronáutica gastará R$ 26 mil em licor

Na sexta-feira (14/05), foi anunciado que serão compradas 750 garrafas de licor para o Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, ligado ao Comando da Aeronáutica.

segunda-feira 17 de maio| Edição do dia

(Foto: Isac Nóbrega/PR)

Serão garrafas de meio-litro de licores regionais, como jenipapo, bacuri e goiaba, em um valor total de R$ 26.800. A compra vem poucos dias após o ministro da Defesa, Braga Netto, afirmar que havia pedido que as Forças Armadas evitassem comprar bebidas alcóolicas, demonstrando a hipocrisia do general e que os privilégios dos militares seguem.

Leia também: ABSURDO: Bolsonaro ostenta picanha de R$1.799 o quilo, enquanto brasileiros vivem a fome

A justificativa para a compra foi de que o licor serviria para a alimentação do efetivo local, ressaltando a importância de uma alimentação "variada, saudável e de qualidade" para promover "a satisfação e o aumento do bem-estar".

As Forças Armadas seguem com seus privilégios e com a compra de produtos caros para seus oficiais, principalmente, enquanto o auxílio-emergencial será de 150 reais para a maioria das pessoas e diversas universidade federais podem fechar por falta de verba.

Leia também: Forças armadas compraram 700 toneladas de picanha e 80 mil cervejas com dinheiro público




Tópicos relacionados

Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    privilégios   /    Militares na política   /    Forças Armadas   /    Sociedade

Comentários

Comentar