×

Acabou a mamata? | Enquanto fome aumenta no país, Bolsonaro bate recorde de gasto com cartão corporativo

Na presidência, Bolsonaro já gastou mais de R$ 50 milhões do dinheiro público com cartão corporativo.

segunda-feira 27 de setembro | Edição do dia

Imagem: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Segundo dados do Portal da Transparência, Bolsonaro tem batido recordes de gastos com o cartão corporativo, somando em seu governo gastos de mais de R$ 50 milhões, equivalente ao valor de mais de 333 mil benefícios de Auxílio Emergencial 2021. Apenas no mês de fevereiro de 2020 gastou mais de R$ 1,9 milhão, batendo o recorde de gastos em um só mês.

Veja também: Legado de retrocessos - Mil dias de governo Bolsonaro: 600 mil mortes, 14 mi de desempregados, fila por osso, e devastação ambiental

Essa modalidade de gasto público, que nunca foi alvo dos ajustes fiscais de nenhum governo, que só estão preocupados em atacar as condições de vida da população, serve para custear gastos com viagens do presidente e sua família e seguranças, entre outros privilégios, como o de não detalhar a finalidade dos gastos no próprio Portal da Transparência.

Enquanto muitos brasileiros entram na fila do osso para poder se alimentar, e mais da metade da população já está imersa na realidade da insegurança alimentar, Bolsonaro já gastou mais de R$ 10,1 milhões nos 7 primeiros meses deste ano. No primeiro ano da pandemia, em 2020, as despesas com cartão corporativo aumentaram 35% em relação ao ano anterior, somando um total de R$ 20,04 milhões.

Pode te interessar:
2/10: derrotar Bolsonaro com um programa operário para que os capitalistas paguem pela crise - Editorial do MRT

Veja também:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias