×

Lucros recordes em 2021 | Enquanto acionistas da Petrobrás e Vale lucram R$ 136 bilhões, brasileiro passa fome

Enquanto eu e você torramos os nossos salários no supermercado e no posto de gasolina, os acionistas privados das duas gigantes Petrobrás e Vale estão nadando em dinheiro nesse 2021. Com a gasolina a R$ 8,00, quem lucra são eles.

sexta-feira 19 de novembro | Edição do dia

Engravatados riem da cara do povo brasileiro durante inauguração do touro de ouro na B3. Esses são os acionistas do Brasil

Levantamento da plataforma Economatica mostra como a Petrobrás e a Vale, em 2021, bateram recordes de pagamento de dividendos aos seus acionistas. Os pagamentos, até agora, somam R$ 136,4 bilhões neste ano e serão distribuídos a mais de 1 milhão de acionistas – 850 mil são acionistas da gigante estatal e um pouco menos de 300 mil são da mineradora.

Enquanto o brasileiro está vendo seu salário sendo corroído pela inflação, esses acionistas estão lucrando horrores. Outra parcela da população sequer salário está vendo, pois não tem emprego. Enquanto isso pintam um touro de dourado no centro da cidade mais desigual do país e a máxima que ’nossas vidas valem mais do que o lucro deles’ se faz premente.

Desses acionistas, a maioria é privado, mas no caso da Petrobrás é o governo quem mais recebe. Entre os valores já pagos e previstos até dezembro, R$ 23,3 bilhões devem ser pagos à União e ao BNDES. Os outros 40,1 bilhões serão distribuídos para os 750 mil acionistas brasileiros e os cerca de 100 mil estrangeiros. Juntos, os valores somam R$ 63,4 bilhões.

Mas a Vale é a maior entre as empresas listadas na B3, a Bolsa de Valores: foram R$ 73 bilhões distribuídos até setembro. Atrás das duas gigantes, estão listados o Bradesco, Santander Brasil, Itaú Unibanco e Banco do Brasil.

Enquanto o pobre brasileiro faz fila para comprar osso bovino, esses acionistas estão jogando dinheiro pra cima. O barril de petróleo está na casa dos U$ 80, maior valor dos últimos oito anos, e a política de preços dos combustíveis de Bolsonaro favorece enormemente os grandes acionistas em detrimento da população.

O minério de ferro bateu recordes também, valendo U$ 230 a tonelada em maio, o que favoreceu a Vale durante um bom período.

E os acionistas da Vale lucram tudo isso mesmo após cometerem crimes hediondos, como os casos de Mariana e Brumadinho, até hoje impunes.

Dados como esses, que contrastam a barbárie da desigualdade social no Brasil com os montantes obscenos de dividendos bilionários, comprovam como o capitalismo não dá mais e tem que acabar.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias