×

Desigualdade global | Enquanto 35 nações pobres não têm 5% da população com 1ª dose, 13 países já aplicam a 3ª

Entre as 35 nações que não ultrapassaram os 5% de vacinados com a primeira dose, 29 são do continente africano. Cerca de 10 países do mundo estão praticamente sem nenhuma vacina aplicada, não chegando nem a 1% de sua população com uma dose.

sexta-feira 3 de setembro | Edição do dia

Entre as outras 6 nações, 3 são do Oriente Médio, incluindo o Afeganistão (1,9%), Ásia e Oceania possuem 1 nação cada que ainda possui mais de 95% de sua população sem nenhum grau de imunização.

No continente americano, o Haiti é o único país abaixo do número, com 27 mil pessoas que tomaram a primeira dose, 0,2% de sua população. Recentemente, o país mais pobre da América Central sofreu um forte terremoto, que somou-se à crise econômica que castiga os haitianos há décadas e ao assassinato do primeiro-ministro, com envolvimento de mercenários dos EUA.

Enquanto nações estão praticamente sem nenhuma dose, países como Israel, que mantém seus ataques criminosos e embargo econômico contra a Palestina, já começaram a aplicar a terceira dose. São 13 nações nesta lista, incluindo o Brasil, que em algumas cidades começou a aplicar a terceira dose em idosos.

Segundo levantamento do Our World, em média apenas 1,8% da população em países pobres foi vacinada com pelo menos a primeira dose.

DECLARAÇÃO DA FT |"Guerra pelas vacinas": frente à irracionalidade capitalista, anulação das patentes e vacinas para todo mundo

Os dados foram concentrados pelo poder 360 a partir dos levantamentos do Our World in Data. No site, há diversos dados estatísticos que mostram a tremenda desigualdade mundial na distribuição da vacinação entre nações pobres e as nações imperialistas que monopolizam a produção e fornecimento de vacinas, usando do recurso para disputas geopolíticas e econômicas.

Situação que motivou a OMS a fazer declarações contra a aplicação da terceira dose até que 10% da população de todas as nações estejam com pelo menos uma dose, mas até suas exigências pouco surtiram efeito diante dos interesses imperialistas e o problema que a variante Delta pode apresentar para a competição internacional.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias