×

PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO | Empresa HB deve salários de funcionários terceirizados das escolas estaduais do Rio de Janeiro

Terceirizadas de Escolas Estaduais do Rio de janeiro, que trabalham para empresa HB estão vivendo momentos de desespero, com as denuncias enviadas para o Esquerda Diário, esses trabalhadores estão com salários atrasados e não estão recebendo as cestas básicas.

sexta-feira 21 de maio | Edição do dia

Foto: Brenno Carvalho

Segundo relato dos funcionários da Empresa HB, que presta servido para rede estadual de educação do Rio de Janeiro, estão trabalhando sem receber seus salários, somando o descaso da empresa com os funcionários, o repasse das cestas básicas prometidas também não estão ocorrendo.

Os trabalhadores alegam entrar em contato com a empresa para tentar obter alguma informação, porém eles são sempre tratados com ignorância e muita arrogância, dizendo que não podem dar uma previsão de quando irão pagar e que não podem fazer nada ajudar os trabalhadores.

Esse caso lembra outras recentes denuncias feita pelo Esquerda Diário, a partir de relatos enviados por trabalhadoras da Agile Corps da Home Bread, que também estão trabalhando sem receber em escolas estaduais no Rio de Janeiro.

Uma merendeira terceirizada de uma escola de Caxias relatou o descaso da patronal:

“Sou merendeira de Caixas. O salário e a cesta básica esta atrasado. Ligamos pra empresa e dizem que não tem previsão de quando vão nos pagar, sendo que, a Seduc diz que já repassou o dinheiro e até agora nada dó pagamento.”

Além de todo esse desprezo da patronal, esses trabalhadores também denunciam o repasse do dinheiro das férias que só ocorrem pela metade, à outra metade do dinheiro nunca caiu na conta desses trabalhadores.

A terceirização do trabalho só precariza a vida dos trabalhadores, colocando em jogo os direitos fundamentais de toda nossa classe, sobretudo das mulheres negras que ocupam em sua maioria esses cargos. Já são diversos governos do Estado que passaram pelo Rio de Janeiro e nada muda, durante décadas promovem esse descaso com a vida dos trabalhadores. Com uma politica de enriquecer os donos dessas empresas prestadoras de serviço, o Estado prefere contratar essas empresas que atacam os trabalhadores para reduzir os gastos com a folha de pagamento. É preciso batalhar pela unidade de todos os trabalhadores terceirizados de todas as empresas que passam por cortes de salário, seja no município ou no Estado, junto aos professores, técnicos, e demais trabalhadores da educação, para lutar contra o descaso das empresas e governos de Eduardo Paes e Cláudio Castro!

Quer denunciar? Mande seu relato para +55 11 97750-9596
E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias