×
Rede Internacional

Rio de Janeiro | Em mudanças no arquivo público do Estado do Rio de Janeiro, governo do RJ demite diretora

Maria Teresa Bandeira de Mello foi exonerada do cargo de direção do APERJ em decreto do governo do estado que determinava mudanças na instituição

quinta-feira 8 de julho | Edição do dia

Imagem: Reprodução

Na última segunda-feira (5), foi exonerada por meio de decreto a historiadora e até então diretora do Arquivo Público do Rio de Janeiro (APERJ), Maria Teresa Bandeira de Mello. Maria Tereza é doutora em história pela UFF (Universidade Federal Fluminense), com 35 anos de experiência, e 12 anos apenas dentro do APERJ, tendo assumido como diretora do Departamento de Gestão de Acervo e Diretora Geral em 2015.

Além de mudanças como a transferência do APERJ da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG) para a Secretaria de Estado da Casa Civil (SECC) e a exoneração da diretora, colocando em seu lugar um substituto sem experiência na área, algumas outras consequências acontecem na mudança de direção, com a ameaça de descontinuidade de programas e ações e a perda da cadeira do APERJ no Plenário do Conselho Nacional de Arquivos, para a qual foi selecionada por meio de candidatura própria, em 2020.

Diversas outras entidades já manifestaram preocupação e insatisfação com as mudanças e a exoneração da direção, como a Anpuh-Brasil e Anpuh-Rio, a Comissão da Memória e Verdade da UFRJ, o Coletivo Puta Davida e Observatório da Prostituição – LeMetro/IFCS/IPPUR/NEPP-DH/UFRJ




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias