×

Crise econômica | Em meio ao desemprego e a fome, estimativa da inflação para 2022 sobe para 5,44%

Números do Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado nesta segunda-feira (7), mostram o quarto aumento da estimativa este ano.

segunda-feira 7 de fevereiro | Edição do dia

A projeção do mercado financeiro para a inflação em 2022 subiu pela quarta semana consecutiva. A mediana das previsões para o IPCA (índice de preços ao consumidor amplo) alcançou 5,44%, antes tinha chegado a 5,38% na semana passada. Os números são do Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado nesta segunda-feira (07).

Se for confirmado esses valores, será o segundo ano seguido que não atingirá a meta de inflação, que este ano estava prevista que não ultrapassasse os 5%. O centro da meta é de 3,5%, no entanto, a margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo permite que o índice varie entre 2% e 5%.

Veja também: Inflação fecha 2021 em 10,06% no Brasil, atingindo o bolso das famílias trabalhadoras

O Brasil vem vivenciando ao longo da pandemia e sob o governo Bolsonaro e o regime do golpe, tempos de miséria e fome. São 13,5 milhões de desempregados no Brasil, além de mais de 5 milhões de desalentados, segundo os últimos dados do IBGE. O aumento na inflação de produtos básicos, somado ao alto desemprego, a inflação é um grande ataque à renda dos trabalhadores. Essas projeções só mostram que a situação econômica seguirá com crises e os capitalistas seguiram tomando medidas para descarregar a crise acima de nossas costas enquanto seguem lucrando.

Veja também: Alimentos, Gás e Aluguel subiram neste primeiro mês de 2022, aponta IBGE




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias