×

Genocídio indígena | Em Roraima garimpo matou sete indígenas em seis meses, 4 deles crianças

Ação de garimpeiros no norte do estado de Roraima vem trazendo pavor às comunidades Yanomami. Garimpeiros ilegais atacam a comunidade a tiros e poluindo a água.

quinta-feira 11 de novembro | Edição do dia

Foto: Victor Moryama/ISA/Divulgação

Desde abril deste ano as comunidades da região do Palimiu, também na TI Yanomami, estão sendo alvo de garimpeiros armados com ataques a tiros e bombas.

Estas incursões dos garimpeiros já causaram a morte de sete indígenas, sendo quatro deles crianças. Duas das crianças morreram afogadas após tentar fugir dos tiros dos garimpeiros. Outras duas crianças foram mortas após serem sugadas pela draga no garimpo e levadas pela correnteza.

Os indígenas têm alterado sua rotina e passaram a eles próprios fazerem rondas de segurança para evitar ataques à noite dos garimpeiros. Mesmo após pedidos de socorro enviados pela associação Yanomami Hutukara, Exército e FUNAI nada fizeram.

Esta escalada de violência vem estimulada por Bolsonaro, que legitima os ataques dos garimpeiros. A falta de ação da FUNAI, aparelhada por Bolsonaro, também é um reflexo direto disso.

Leia também: Governo Bolsonaro propõe retirar expansão de áreas verdes das metas ambientais

Com informações do portal Brasil de Fato




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias