×

Manifestações 02/10 | Em Natal, mais de mil pessoas saem às ruas pelo Fora Bolsonaro

sábado 2 de outubro | Edição do dia

Em Natal - RN, cerca de mil manifestantes saíram às ruas reivindicando o “Fora Bolsonaro”, o impeachment e outras demandas, como a redução dos preços dos alimentos, a revogação da reforma da previdência, da lei sobre terceirização e a vacinação para todos.

A concentração do ato se iniciou por volta das 15 horas em frente ao Midway Mall e seguiram pela avenida Salgado Filho rumo à Zona Sul da capital.

O ato que também teve a presença de partidos de esquerda e partidos de direita como PV, centrais sindicais, movimentos sociais e estudantis.

Os metroviários que seguem sendo atacados pelo governo de Fátima Bezerra (PT), se somaram aos manifestantes reivindicando seus direitos.

A coordenadora geral do Centro Acadêmico de Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e a Coordenadora de Negritude, Carol, falaram na manifestação, reivindicando a unidade dos estudantes com a classe trabalhadora e os povos oprimidos. Os estudantes reivindicaram o exemplo de luta dos povos indígenas que se mobilizaram contra o marco temporal e demais ataques, unindo milhares em Brasília e fechando rodovias pelo país.

Veja a fala das coordenadoras do CACS em Ato contra Bolsonaro em Natal:

Outra presença marcante do ato, foi a de Priscila, mãe de Giovanni Gabriel, que foi morto covardemente pela PMRN. Em luto, Priscila se uniu aos manifestantes pedindo por justiça.

Nós do MRT e do Esquerda Diário, assim como as agrupações da Juventude Faísca, do movimento de mulheres Pão e Rosas e do Quilombo Vermelho, nos somamos à manifestação, reivindicando pela unidade da classe trabalhadora, da juventude e dos povos oprimidos, para que os capitalistas paguem pela crise.

Lutamos por alianças com aqueles que são os principais atingidos pela fome, o desemprego, a inflação, a destruição ambiental e o covid-19. Sem alianças com os nossos inimigos que fazem parte da direita liberal como o PV, o MDB, o PSDB e o DEM - só para citar alguns dos partidos que estiveram nas ruas hoje - que também são responsáveis pela situação de catástrofe que o país se encontra.

Somente a união da classe trabalhadora, da juventude e dos oprimidos, se vêem nos exemplos dos indígenas em Brasília, dos trabalhadores da MRV em Campinas, dos rodoviários da Carris em Porto Alegre e demais exemplos de luta e greve que se espalham pelo país, não apenas pelo Fora Bolsonaro e Mourão, mas todo esse regime golpista de conjunto. Por uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana para o debate dos problemas que o Brasil enfrenta.

Leia mais: Diferente do que prometeram os organizadores, a presença da direita não aumentou os atos pelo Fora Bolsonaro




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias