×

Nova fase ED | Em Campinas, milhares de panfletos são entregues divulgando nova fase do Esquerda Diário

Nesta nova etapa do Esquerda Diário, milhares de panfletos estão sendo entregues por todo país, do Rio Grande do Norte ao Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal, a fim de chegar em cada vez mais trabalhadores, mulheres, negros e LGBTs com uma perspectiva anticapitalista.

sexta-feira 23 de julho | Edição do dia

Frente à crise capitalista e sanitária, que precariza profundamente as condições de vida dos trabalhadores, a nova fase do Esquerda Diário parte como consequência da necessidade de construirmos ferramentas que possam servir como armas à nossa classe, pela construção da unidade de trabalhadoras e trabalhadores junto aos setores oprimidos. Colocando a luta de classes na mão da classe trabalhadora, não só mostramos os acontecimentos por uma perspectiva anticapitalista, mas debatemos como potencializar cada luta e cada expressão de resistência contra esse sistema de miséria.

Assim como em tantos lugares do país, também panfletamos em Campinas para difundir essa ferramenta de luta. Fizemos panfletagens na Escola Estadual Carlos Gomes, na Praça do Coco, no Restaurante Universitário da Unicamp, no qual, inclusive, há ameaça de demissão de centenas de trabalhadoras terceirizadas, no Centro de Convivência Cultural, na Moradia Estudantil da Unicamp, no CAISM da Unicamp, dialogando com os trabalhadores da saúde que bancam essa pandemia e enfrentam condições precárias de trabalho, e nos Correios, que estão sob ameaça de privatização.

Ainda nessa semana, iremos panfletar na Motiva, que é uma central de telemarketing, na Replan e também no ato do 24j, no sábado, com uma política independente para os trabalhadores, que hoje se materializa na luta contra Bolsonaro, Mourão, todo o regime político e seus ataques e na necessidade de uma Greve Geral que ataque os lucros dos capitalistas e o regime do golpe.

Com o objetivo de fortalecer essa mídia que já conta com seis anos de construção e que é independente do Estado e da burguesia, iniciamos essa nova etapa com novos programas, novas análises e um projeto de Comunidade, em que cada leitor pode se inscrever para receber rotineiramente notícias concisas sobre os últimos acontecimentos políticos e também pode mandar sugestões para o jornal do que gostaria que fosse veiculado, podendo, inclusive, enviar denúncias operárias de forma anônima para fortalecer a voz da nossa classe.

Numa cidade governada pelo conservador Dário Saadi (Republicanos), que impôs o retorno inseguro das aulas presenciais e agora mostra total conivência com os ataques de Doria, é fundamental organizar os trabalhadores e todos os setores oprimidos para enfrentar o governo Dário e essa Câmara de Vereadores reacionária, responsáveis por tantas brutalidades que vemos em Campinas, como a alta taxa de desemprego - um dado recente informa 40,1 mil pedidos de seguro-desemprego em 5 meses - e a repressão policial que tira a vida de vários jovens negros, como foi o caso do menino Jordy.

Estivemos em diversas lutas da cidade, ombro a ombro com os metalúrgicos da MABE que ocuparam a fábrica contra seu fechamento, com os grevistas que ocuparam as escolas contra Alckmin, com os trabalhadores da saúde que são os que bancam essa pandemia e enfrentam situações insalubres de trabalho por descaso, construindo junto as lutas e utilizando o Esquerda Diário para amplifica-las.

Veja mais:Em Campinas, conheça a nova etapa do Esquerda Diário: a luta de classes na sua mão.

É partindo dessa concepção de jornalismo, com compromisso de classe, que panfletamos por diversos bairros, locais de trabalho e estudo de Campinas para somar esforços na construção dessa mídia que hoje é a principal à esquerda do PT. Se some à Comunidade e seja parte ativa do jornal!

Se inscreva na comunidade: https://www.esquerdadiario.com.br/comunidade/




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias