Política

ELEIÇÃO

Eleição bate recorde de prefeitos milionários

Dos 5,4 eleitos a prefeitura no 1º turno 1.158 são milionários com patrimônio igual ou superior a R$1 milhão.

terça-feira 17 de novembro| Edição do dia

(Foto:Terra/ IstoÉ)

Segundo o G1 e os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2016 dos 5,5 mil eleitos, 1,1 mil prefeitos tinham declarado este patrimônio superior ou igual a R$1 milhão. Atualmente 21,4% de eleitos para a prefeitura são milionários entre esses 1.075 são homens e 83 são mulheres, segundo o G1.

A cidade de Minas Gerais é a cidade que mais elegeram milionários de todo o país, são 170 milionários, Rio grande do Sul são 125, Bahia com 102, São Paulo equivale a 98 e Goiás 80. Destes 1.158 milionários eleitos, 7 são os mais ricos e tem patrimônio superior a R$ 100 milhões, esses tem como patrimônio terras, investimentos e cotizações empresárias.

Ailton Garcia do partido do PSL de São Paulo, é dono do maior patrimônio no valor de R$440 milhões. Em seguida Vittorio Medioli (PSD), de Betim (MG) com patrimônio declarado superior a 351,7 milhões, a maior parte do seu patrimônio são de isenções empresárias. Em terceiro lugar Antidio Lunelli (MDB), de Jaraguá do Sul, com R$ 351 milhões divido entre ações e aplicações.

As sete capitais que declararam patrimônio milionário são Belo Horizonte, Natal, Palmas, Florianópolis, Campo Grande. Além disso, o partido que mais elegeu milionário é o MDB, depois PP, DEM, PSD e PSDB. Todos esses partidos votaram a favor da reforma da previdência, reservando para a classe trabalhadora e juventude um futuro de miséria e exploração, enquanto lucram rios de dinheiros em cima de nossas costas.




Tópicos relacionados

Eleições municipais 2020   /    Eleições 2020   /    Política

Comentários

Comentar