×

GREVE DOS METROVIÁRIOS DE SP | Educadores municipais de São Paulo em greve levam solidariedade à greve dos metroviários

Educadores municipais em greve há 99 dias em São Paulo se somam ao piquete de greve dos metroviários na Estação Jabaquara e levam solidariedade em defesa dos direitos e condições de trabalho, por vacinas para todos e contra os ataques de Doria que junto ao PSDB também não garantiu condições seguras para o retorno às aulas.

quarta-feira 19 de maio | Edição do dia

A greve dos metroviários foi aprovada ontem, terça (18), por mais de 3.100 trabalhadores da categoria e teve início hoje, quarta (19), às 0h. Os trabalhadores se colocam contra os ataques do governo Doria (PSDB) e da empresa. Estão há dois anos sem receber reajuste salarial, e sofrendo ataques nesses últimos anos, em especial com a pandemia, com 25 mortos e mais de 1000 afastamentos. A luta é por vacinação para todos, dos trabalhadores terceirizados do metrô e também de toda a sociedade, assim como de melhor transporte para o conjunto da população, que é empurrada por aglomerações que acontecem por culpa de Doria.

Veja também: Metroviários de SP fazem greve contra Doria e pra atender melhor a população

Passageiros da primeira hora do metrô já declararam apoio à greve metroviária, aplaudindo a categoria tão essencial para que a cidade de São Paulo e todo o país funcione.

A solidariedade é fundamental e a unidade dos trabalhadores, como fazem os educadores municipais de São Paulo, para conformar uma só luta que possa ser um instrumento de fortalecimento das lutas contra Bolsonaro, os governadores e os capitalistas que atacam nossa classe. Os sindicatos, as organizações de esquerda, os parlamentares do PSOL, a juventude trabalhadora, os estudantes e o conjunto da população cercarem de solidariedade essa greve é de extrema importância.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias