×

Ataque ao direito à moradia | Doria realiza absurda reintegração de posse e despejo de famílias em São Paulo nesta manhã

João Doria e a justiça burguesa de São Paulo seguem atacando as populações sem teto, despejando nessa manhã centenas de famílias e trabalhadores no Jardim Iguatemi, zona leste de São Paulo, que lutam por direito à moradia digna.

terça-feira 10 de agosto | Edição do dia

FOTO: Reprodução/TV Globo

A ocupação fica na avenida Bento Guelfi, onde mais de 300 pessoas construíram cerca de 300 barracos de madeira para ocupar o local, que tem uma área de 25 mil metros quadrados.


FOTO: Reprodução/Record TV


FOTO: Reprodução/TV Globo

Veja também: Bolsonaro veta Projeto de Lei que proíbe despejos durante a pandemia

Cerca de 200 policiais e 45 viaturas estão no local garantindo mais esse desumano ataque de João Doria, à serviço da burguesia e da especulação imobiliária. Também estão presentes equipes da 1ª Companhia do 38° Batalhão de Polícia Militar, além de policiais do 3° Batalhão Policial de Choque, ou seja, todo um pesado aparato repressivo à postos para se necessário reprimir que famílias e trabalhadores sem-teto protestem contra essa medida arbitrária.


FOTO: Reprodução/TV Globo

Veja mais: Com 4º C à noite e falta de moradia, pelo menos 16 pessoas morreram na rua em São Paulo

Prefeito Ricardo Nunes (MDB) quer mandar os moradores de rua embora de São Paulo

A reintegração ocorre desde as 6h da manhã de hoje (terça-feira,10). Retroescavadeiras estão sendo utilizadas para demolir os barracos das famílias.

Veja mais: PM reprime brutalmente moradores em reintegração de posse de terreno em Itaguaí (RJ)

João Doria (PSDB) vetou, no final de julho, projeto de lei que propunha a suspensão de reintegrações de posse e despejos em todo o estado de São Paulo durante a pandemia do coronavírus.

A Justiça de São Paulo vem autorizando mais de 12 mil reintegrações de posse no estado desde abril de 2020. Ainda que nem todas as reintegrações tenham sido executadas, essa medida repugnante escancara mais uma vez como a justiça de Doria segue estando ao lado das elites, dos capitalistas e do setor imobiliário, que segue especulando com o direito básico a moradia, enquando milhares de pessoas em São Paulo seguem em situação de rua ou em déficit habitacional.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias