Sociedade

SÃO PAULO

Doria planeja novo ataque: corte no orçamento de programa que distribui leite para idosos e crianças

O programa VivaLeite criado em 1999 é o maior do país na distribuição gratuita de alimentos para famílias de baixa renda. o corte proposto por Doria seria de 40 milhões para orçamento de 2021.

quarta-feira 21 de outubro| Edição do dia

Foto: Marcelo Fim/Zimel Press / Agência O Globo

Em um momento de desemprego, no qual Bolsonaro está unificado com o congresso e o STF para aprovar ataques contra os trabalhadores e o povo pobre, João Doria, atual governador do estado de São Paulo,pretende ser candidato à presidência em 2022 e já mostra em sua gestão no governo quais são suas prioridades. É escandaloso o corte de 40 milhões no programa VivaLeite que garante leite para crianças entre 6 meses e 5 anos e 11 meses e idosos a partir de 60 anos. Os beneficiários desse programa são famílias com renda de ¼ de salário mínimo per capita. Famílias que já sofrem com as baixas condições de vida e a alta dos preços dos alimentos, o leite atualmente na média de R$4,00.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social o programa VivaLeite irá atender ao mesmo número de beneficiários mesmo com o corte no orçamento. A pergunta que fica é: qual a qualidade desse leite vindo da gestão que propôs servir ração humana para as crianças em 2017?

Doria segue com seus ataques como a recente aprovação da reforma administrativa a nível estadual, que ataca os servidores públicos, mas também é responsável pela aprovação da reforma da previdência estadual, além de ser entusiasta de privatizações. Esse que quando prefeito pintou a cidade de cinza e escondeu com mantos pessoas em situação de rua, dizendo querer deixar a cidade mais bonita. Ficou conhecido como prefake ao sair fantasiado de trabalhador.

Doria mostra sua cara anti operária desde a prefeitura, essa que se reforça no governo do estado. Agora com esse ataque ao leite de crianças e idosos, segue com políticas para fortalecer os capitalistas enquanto ataca os trabalhadores e o povo pobre.




Tópicos relacionados

João Doria   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar