Política

DORIA DEFENDE MORO

Doria esbanja demagogia e defende Moro: "Se algum erro foi cometido, isso ainda deve ser apurado"

quarta-feira 10 de julho| Edição do dia

Foto: DCM

João Doria não cansa de esbanjar demagogia. Num cenário em que já está mais do que evidente o jogo sujo e as arbitrariedades de Sérgio Moro, ministro da justiça e da segurança pública, o governador de São Paulo tem a cara de pau de sair em defesa de Moro.

Em entrevista para a BBC news Brasil, Doria dá de ombros às informações da "Vaza Jato", liberadas pelo The Intercept e afirmou: "Tenho grande respeito pelo ministro e ex-juiz Sérgio Moro. E acho que, se algum erro foi cometido - isso ainda precisa ser apurado, dado que até o presente momento o vazamento desses áudios não são legais - entendo que, mesmo assim, o benefício daquilo que foi feito pela operação Lava Jato para salvar o Brasil da corrupção e de um extenso período que prejudicou milhões de brasileiros e assaltou os cofres públicos faz com que eu mantenha meu respeito a Sérgio Moro."

Quando questionado sobre os seis primeiros meses de governo Bolsonaro, disse que "mais paz no PSL vai ajudar o governo a viver melhor" e também e avalia que a relação com o congresso poderia ter sido melhor. Ao longo da entrevista também enfatizou suas críticas ao mecanismo de reeleição no Brasil. E sobre a reforma da previdência afirmou: "Estou absolutamente convicto de que em Setembro já teremos a reforma da previdência aprovada".




Tópicos relacionados

VazaJato   /    João Doria   /    Sérgio Moro   /    Política

Comentários

Comentar