×

Ataques a educação | Doria contrata pesquisa para apagar opinião dos educadores que lutam contra seus ataques

Uma pesquisa, não por acaso encomendada e paga pelo governo de João Doria, indicou que 41% dos profissionais da educação avaliam de maneira positiva a educação no estado de São Paulo. Esta pesquisa é uma tentativa de Doria de esconder as vozes dos professores, agentes escolares e trabalhadores da educação que lutaram contra diversas medidas de seu governo.

segunda-feira 31 de janeiro | Edição do dia

(Foto: Governo de SP/Divulgação)

A pesquisa realizada pela empresa Quaest entrevistou 1206 trabalhadores da educação e trouxe resultados bastante convenientes para Doria: segundo a mais que suspeita pesquisa, 41% dos entrevistados avaliam de maneira positiva a educação no estado, contra apenas 18% que avaliam de maneira negativa. Segundo o jornal Folha de São Paulo, Doria pretende usar esta pesquisa como um trunfo eleitoral.

Leia mais: Sindicatos não reagem e PLC26 de Doria é aprovado. Mais do que nunca, é preciso lutar

O que se vê na realidade das escolas estaduais, no entanto, é uma precarização do ensino em meio a pandemia, seja com o ensino remoto que excluiu diversos estudantes, seja com o retorno inseguro que expôs estudantes, educadores e suas famílias à Covid-19.

Somado a isso, em 2021 a Assembleia Legislativa do estado de São Paulo (Alesp) aprovou o PLC26, uma reforma administrativa que corta direitos dos servidores estaduais. Este projeto sofreu uma resistência por parte dos trabalhadores da educação, apesar das suas direções sindicais. Também em 2021, os agentes escolares foram a luta contra a proposta de Doria que os excluiu de receber um abono salarial, como se não fossem parte da educação.

Leia mais; Agentes escolares paralisam mais uma vez exigindo pagamento do abono e direitos de Doria

Esta pesquisa, e seus resultados, são meramente uma tentativa de Doria de se fortalecer para as eleições de 2022, escondendo qual foi seu verdadeiro projeto para a educação e buscando fabricar um apoio na categoria.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias