×

GREVE NA AÇÃO BH | Dono da empresa de telemarketing Ação aproveita vida de luxo enquanto atrasa salários

A manifestação dos trabalhadores grevistas da Ação Contatc Center na porta da casa do dono da empresa, em um dos bairros nobres de Belo Horizonte, evidenciou que o patrão vive sua vida de luxo enquanto não paga os trabalhadores.

domingo 15 de agosto | Edição do dia

Foto: Reprodução Ação Contact Center.
Este artigo é de autoria de um trabalhador do Telemarketing, não identificado por motivo de resguardo contra a perseguição patronal.

Desde a última segunda-feira, 09/08, os trabalhadores da Ação Contact Center, empresa de telemarketing na região de Belo Horizonte em Minas Gerais, estão em uma greve que completa 7 dias de duração, na qual reivindicam os pagamentos dos seus salários atrasados desde de março de 2021. Na última quinta, fizeram uma manifestação em frente à casa do dono da empresa.

Saiba mais: Trabalhadores com salários atrasados protestaram na frente da casa do dono da empresa em BH

Carlos Henrique Fernandes Ferreira dono da empresa que é uma das maiores empresas de telemarketing de MG, mantém sua casa em um dos bairros nobres de Belo Horizonte, vivendo uma vida de luxo em um dos metros quadrados mais caros da cidade, além de não garantir os pagamentos dos salários em dia, atrasa no depósito de vale alimentação/refeição e do vale transporte. Ou seja, os trabalhadores passam dificuldades para comer e se locomover para trabalhar sem o devido pagamento.

Fernandes Ferreira faz demagogia com o slogan “Empresa familiar”, mas certamente sua família não passa por nenhuma dificuldade financeira. Segundo denúncias dos próprios trabalhadores em greve, o empresário tem dado calotes não só aos trabalhadores, mas também nas empresas prestadoras dos serviços de alimentação e saúde, fazendo com que o valor dos serviços seja descontado no contra-cheque do trabalhador, mas que mesmo assim eles estejam sendo impedidos de comprar alimentos ou usar o plano de saúde.

Capitalistas como esse, ou ainda como o dono da Teleperformance, que recentemente demitiu 100 trabalhadores no RN e que adoece psicologicamente os atendentes, são os grandes beneficiados do governo Bolsonaro e Mourão e de todas as instituições do regime político, como o Congresso golpista que acabou de aprovar um grande ataque: a MP1045, que permite a redução de jornada e salários sem nenhuma garantia para os trabalhadores.

Entenda o ataque:

Essa é a cara mais perversa do capitalismo, enquanto não garante o mínimo para a classe trabalhadora, os jovens, mulheres, negros e LGBTs, garante que donos de grandes empresas como Carlos Henrique vivam suas vidas de luxo, descarregando cada vez mais a crise nas costas dos trabalhadores. A precariedade do trabalho de telemarketing segue avançando cada vez mais, os grandes tubarões desse meio de comunicação seguem aplicando seus ataques. A sede de lucros de capitalistas como Fernandes Ferreira coloca a vida de centenas à beira da miséria, com os salários atrasados, com as contas acumuladas, sem o pagamento do aluguel ou até mesmo sem a alimentação diária.

Pode te interessar: "Telemarketing é uma máquina de moer gente", denunciam trabalhadores da Atento

Porém os trabalhadores mostram sua força, em greve há uma semana, não aceitam as misérias oferecidas junto ao acordo de pagamento de 50% dos salários atrasados. Uma greve composta por uma juventude cheia de mulheres negras, que no Brasil são a cara da precarização, mas também da luta, e que não aceitam que seus patrões sigam suas vidas de luxo enquanto empurra seus trabalhadores para a miséria capitalista.

TODO APOIO A GREVE DOS TRABALHADORES DO TELEMARKETING DA AÇÃO EM BELO HORIZONTE.

Envie sua denúncia sobre o tema para o WhatsApp +55 31 9315-2140
Garantimos o anonimato

Recomendado:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias