×

PARALISAÇÃO NA USP | Docentes da USP farão paralisação em defesa da universidade nesta quinta, 24

“São as condições de trabalho e estudo de toda a comunidade universitária que estão em jogo”, informa a declaração oficial da ADUSP

quinta-feira 24 de junho | Edição do dia

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Como parte das deliberações da Assembleia Geral que ocorreu no último dia 15, os docentes da USP vão paralisar suas atividades nesta quinta em defesa da universidade, contra a política irresponsável da reitoria frente à pandemia e também contra os ataques aos salários, às condições de trabalho e de permanência estudantil que tem avançado na USP no último período.

A reitoria da USP tenta propagar uma visão de que na USP está tudo bem, mas já são 35 funcionários e pelo menos 6 docentes que vieram a óbito pela covid-19, isso sem que o reitor sequer os mencionasse em homenagem protocolar, segundo o comunicado oficial da ADUSP.

Pode te interessar:
USP atrasa o pagamento de bolsas de permanência sem justificativa em meio a pandemia
Demissões no HU da USP: “Eu pago aluguel, como vou fazer sem emprego no meio da Pandemia?”

A paralisação marcada para esta quinta também se coloca contra a precarização causada pelo arrocho salarial, falta de contratações, demissões de terceirizados, um conjunto de ataques do governo Dória endossado pela reitoria da USP. Entre os estudantes, a precarização avança através dos ataques às políticas de permanência, que têm afetado diretamente os estudantes que conseguiram atravessar o filtro social do vestibular por meio das cotas, elitizando ainda mais o acesso e permanência na universidade, inclusive levando a desfechos trágicos, como o do suicídio de um jovem estudante negro no CRUSP.

Veja também: "Jovem demais, negro demais...": violência e suicídio na USP




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias