×
Rede Internacional

NA INTERNET | Direita asquerosa faz violenta campanha LGBTfóbica contra propaganda de Burguer King

Uma propaganda do Burguer King foi motivo de ódio por parte de LGBTfóbicos de direita espalhados pelo país. Tentaram, mas não conseguiram fazer a #BurguerKingLixo ultrapassar a #orgulholgbt.

segunda-feira 28 de junho | Edição do dia

A propaganda, que pode ser vista aqui, mostrava como crianças são capazes de respeitar membros da comunidade LGBTQIA+ de forma respeitosa. A proposta buscava inverter a pergunta que homofóbicos costumam fazer, “como eu vou explicar isso para os meus filhos?”, colocando crianças explicando de forma direta, simples, sem preconceitos e absolutamente natural. Na própria hashtag há uma enxurrada de tweets contrários a essa campanha asquerosa.

Mas isso foi motivo de ódio de uma direita repulsiva que tenta controlar nossos corpos e sexualidades. Algumas das barbaridades ditas por apoiadores de Bolsonaro e fundamentalistas reacionários podem ser vistas neste link. Uma escola de Pernambuco chegou ao cúmulo de postar em suas redes sociais que “Nossas crianças estão sob ataque”, com um texto que parece ter saído das catacumbas da inquisição espanhola da Idade Média. Eles falam da criação de um Centro de Treinamento de Pais Cristãos“com o intuito de nos armarmos contra estas e outras setas inflamadas do inimigo”?

Que inimigo, cara pálida? Acontece que palavras e mobilizações como essas nas redes não são mero discurso, elas se tornam ação. Praticamente todas as semanas as redes sociais são invadidas com algum crime bárbaro contra algum membro da comunidade LGBT+, como foi recente caso de uma mulher trans incendiada no Recife. É preciso tomar as ruas por justiça por Roberta e todas as vítimas da transfobia e da homofobia!

O resultado dessas campanhas asquerosas são criminosos. Entre março de 2020 e março de 2021, apenas no Amazonas foram registrados mais de 22 mil crimes contra população LGBTQIA+. No primeiro semestre deste ano, denúncias contra homofobia na internet cresceram 106%. Mesmo com alta subnotificação, relatório mostrou que 237 LGBT+ morreram vítimas de homotransfobia no país. Essa campanha reacionária, amplamente apoiada por apoiadores de Bolsonaro, é um crime contra a vida de milhões de pessoas no Brasil e no mundo.

O Burguer King não é uma empresa preocupada com a vida das pessoas. Eles fazem essas propagandas pelo lucro. Em 2018, por exemplo, essa mesma empresa fez uma promoção machista bizonha incentivando as mulheres russas a engravidarem de jogadores por dinheiro. Em 2016 foi flagrada com uma série de irregularidades e barbaridades com relação aos direitos trabalhistas. Seu dono no Brasil é o homem mais rico do país e já foi processado por jornadas exaustivas de trabalho. Isso tudo não nos pode fechar os olhos às violências que a direita comete contra essa propaganda, pois trata-se de um ataque criminoso contra a enorme população LGBT+.

Nesse Dia Internacional do Orgulho LGBT, celebrado no aniversário da rebelião de Stonewall, ocorrida 52 anos atrás, é preciso rechaçar essa direita abjeta e construir um caminho para derrotar Bolsonaro, seus aceclas LGBTfóbicos e misóginos e o capitalismo. Leia mais sobre o Dossiê 52 anos de Stonewall aqui.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias