Política

ABAIXO A LSN!

Diana Assunção: "Pela revogação da LSN que agora persegue também Guilherme Boulos"

A Polícia Federal intimou Guilherme Boulos (PSOL), a prestar depoimento com base na Lei de Segurança Nacional. Boulos é acusado de “ameaçar” Bolsonaro, por ter publicado um tweet criticando o presidente.

quarta-feira 21 de abril| Edição do dia

“A Lei de Segurança Nacional, ferramenta da ditadura militar, vem sendo utilizada contra opositores do governo Bolsonaro, principalmente a esquerda e movimentos sociais. Dessa vez foi Guilherme Boulos que ao publicar em seu tweet um comentário sobre a afirmação de Bolsonaro “Eu sou a constituição” em abril de 2020, agora é intimado a depor por “ameaça”.

Um total absurdo autoritário que dá base a mais e mais perseguições à esquerda. Enquanto o governo de Bolsonaro carrega quase 400 mil mortes por COVID-19 nas costas e segue com sua política genocida, as críticas a seu reacionário governo agora caem nas mãos do autoritarismo judiciário através da LSN.

Rechaçamos a Lei de Segurança Nacional, que agora persegue Guilherme Boulos mas que é base para muitas perseguições, desde a ditadura e que assume novos contornos no governo Bolsonaro. Fazemos um chamado para que toda a esquerda se organize pela revogação imediata da Lei de Segurança Nacional, essa que já foi usada para prender inclusive estudantes que caracterizaram como genocida a política de Jair Bolsonaro. Abaixo a LSN!”

Nós do Esquerda Diário sempre nos opusemos à Lei de Segurança Nacional, inclusive quando setores do regime golpista utilizaram dessa ferramenta contra o reacionário Daniel Silveira , já que essa medida fortalece a LSN e dá base para mais perseguições políticas à esquerda e aos movimentos sociais, como no caso atual de Boulos.

Pode te interessar: LSN: porque o resquício da ditadura ganha força no regime golpista?




Tópicos relacionados

LSN   /    BolsonaroGenocida   /    Lei de Segurança Nacional   /    Bolsonaro   /    Governo Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar