Mundo Operário

METROVIÁRIOS SP

"Dia de luto, dia de luta": metroviários e ferroviários de SP protestam vestidos de preto

Metroviários e ferroviários da cidade de São Paulo trabalharam de preto no dia de hoje (16/04) em homenagem aos colegas de trabalho mortos de covid-19, para denunciar a alta taxa de contaminação e óbitos pela Covid-19 entre seus colegas de trabalho e por vacinas já para todos! Confira as fotos deste dia de luta

sexta-feira 16 de abril| Edição do dia

O metroviários e ferroviários de SP protagonizaram um grande dia de luta por vacina para todos no dia de hoje. Trabalhadores de estações de metrô e trens da CPTM, operadores de trens e trabalhadores da manutenção trabalharam de preto para homenagear os mortos pela covid e reivindicar vacina para os trabalhadores dos transportes.

Até o momento ao menos 1.150 afastamentos de metroviários em todas as linhas do Metrô público e privado, e infelizmente 24 óbitos. Os dados, obtidos a partir da contabilidade do Sindicato dos Metroviários, estão subnotificados, pois o Metrô não fornece os dados oficiais ao Sindicato. São números expressivos que mostram não somente a cara hipócrita da política do governador João Dória que diz "defender a vida", "a ciência", que mantém trens lotados no sistema metro-ferroviário aumentando os riscos da população pegar covid, assim como mostra o negacionismo de Bolsonaro. O sistema continua lotado pois a grande maioria dos trabalhadores está saindo para trabalhar e não recebe um auxílio decente, que deveria ser de ao menos 1 salário mínimo, para poder se proteger em suas casas.

Saiba mais:
- “Trabalhadores dos transportes unidos são mais fortes, por vacina e contra os ataques!”
- "Nós metroviários precisamos nos unir à população que está em risco nos transportes lotados"

Os metroviários de SP já votaram um indicativo de greve para o próximo dia 20/04, assim como também está indicado paralisação de algumas linhas da CPTM e também rodoviários de SP para este dia. É preciso lutar para que esse dia se torne um dia nacional de luta dos trabalhadores do transporte em unidade por todo o país, pois em dezenas de capitais e cidades importantes do ABC paulista já há processos de mobilização nos transportes em defesa da manutenção dos direitos e por vacina já! É preciso que as centrais sindicais dirigidas pelo PT e PCdoB (CUT e CTB) rompam com sua paralisia e construam de fato na base de cada sindicato onde atuam para fazer desse dia uma forte paralisação que possa unir com metalúrgicos, petroleiros, rodoviários que também estão dando bons exemplos de luta, e de que não vão aceitar de cabeça baixa a retirada de a seus direitos.

Veja mais: Unificar os focos de resistência: que as centrais sindicais construam um dia nacional de lutas no 20 de abril




Tópicos relacionados

Vacina contra a covid-19   /    Vacina   /    metroviários   /    COVID-19   /    Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar