Política

ELEIÇÕES SP

Derretendo nas pesquisas, Russomanno apela ao Judiciário que censura Datafolha

O candidato a prefeitura de São Paulo pediu que pesquisa fosse suspensa no momento em que diversas pesquisas mostram sua queda acentuada e que estaria de fora do segundo turno.

terça-feira 10 de novembro| Edição do dia

A justiça eleitoral censurou a publicação de pesquisa realizada pelo Datafolha, feita pela Folha de São Paulo em parceria com a TV Globo, sobre as eleições na cidade de São Paulo.

A decisão de caráter ainda provisório diz que a pesquisa realizada pelo Datafolha não está de acordo com a legislação e a jurisprudência eleitoral.

Russomano, com apoio do atual presidente ultra-direitista Jair Bolsonaro, solicitou a suspensão da pesquisa no momento em que ocorre uma queda mais acelerada nas intenções de votos. Justamente a isso, a rejeição ao candidato aumenta desde setembro, quando era 21%, subindo para 29% entre 5 e 6 de outubro, 38% entre 20 e 21 de outubro, e agora no início de novembro chegou a 47%.

O juiz eleitoral Marco Antônio Martin Vargas indicou que teriam elementos que não estariam na conformidade da lei, como uma fusão irregular de informações em relação ao grau de instrução dos entrevistados, ausência de ponderação dos entrevistados no que diz respeito ao nível econômico e simulação tendenciosa do segundo turno diante da ausência de simulações sem a presença do candidato Bruno Covas.

O diretor de pesquisas do Datafolha, Alessandro Janoni, disse que o instituto utiliza as mesmas variáveis de planejamento amostral e ponderação de dados que a mais de 35 anos enquadram o monitoramento do pleito na cidade de São Paulo.




Tópicos relacionados

Eleições 2020   /    Grande São Paulo   /    Russomanno   /    Política

Comentários

Comentar