Política

ELEIÇÕES 2020

Deputado bolsonarista quer reinaugurar bancada da bala em SP

Delegado Palumbo (MDB), que se elegeu a vereador em São Paulo com mais de 100 mil votos, mostrou hoje em entrevista à Folha todo seu projeto contra a classe trabalhadora.

terça-feira 17 de novembro| Edição do dia

O delegado bolsonarista Palumbo, forte apoiador de Jair Bolsonaro, demonstrou que há ainda uma forte articulação da extrema direita nestas eleições e que disputa os espaços de políticos da direita tradicional, levando em consideração que, por exemplo, embora seja um novato no campo político, Palumbo conquistou quase a mesma quantidade de votos que Milton Leite (DEM) que é um político mais de carreira.

Já prometendo um odioso programa militar de repressão à classe trabalhadora, deixando claro sua posição contra Guilherme Boulos, o delegado segue a antiga tradição reacionária de militares da extrema direita, como Coronel Telhada e Coronel Abílio de fortalecimento da GCM, que é a guarda responsável por torturar e matar jovens negros e trabalhadores principalmente nas periferias de São Paulo.

Como delegado da Polícia Civil do Garra (Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos), ele se forjou nas redes sociais, pela quais defende o endurecimento de leis (claramente um endurecimento para os mais pobres e miseráveis, para que as classes proprietárias sinta-se mais segura) e entrou na político a convite de Luiz Datena, o apresentador responsável por alimentar diariamente um ódio contra negros e moradores de favelas com seu programa que apresenta ao vivo chacinas policiais a troco de audiência e que hoje é um bolsonarista mais desiludido.

Apesar da extrema direita ter sofrido um revés nessas eleições, ainda conseguiu votações expressivas e é necessária a mais ampla mobilização dos trabalhadores e dos setores populares contra seus projetos.




Tópicos relacionados

Repressão policial   /    Ultradireita   /    Extrema-direita   /    Polícia Federal   /    Violência policial   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar