DEPUTADA EVANGÉLICA PROMOVE LGBTFOBIA

Deputada evangélica distribui dez mil livros LGBTfóbicos para espalhar sua intolerância

A deputada Clarissa Tércio (PSC) distribuirá dez mil exemplares do livro “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea – Desmascarando a Falácia da Ideologia de Gênero” em retaliação a Felipe Neto, que durante a bienal do livro se opôs à censura de Crivella distribuindo 14 mil livros com conteúdo LGBT.

quinta-feira 19 de setembro| Edição do dia

Marcelo Crivella, prefeito do Rio e sobrinho do mega-empresário da fé Edir Macedo - proprietário da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) – chamou a atenção recentemente com sua medida autoritária e preconceituosa de censurar livros com temática LGBT na Bienal do Livro do Rio.

A medida foi amplamente rechaçada, com os censores de Crivella sendo recebidos com vaias no evento e com direito ao protesto abarcar também o rechaço ao governador sanguinário Wilson Witzel. Para efetivar sua censura LGBTfóbica, Crivella contou com o apoio do autoritário judiciário, com o respaldo de um juiz que defende que a homossexualidade é uma doença.

Para além do imenso rechaço popular a essa medida absurda, a censura de Crivella motivou o youtuber Felipe Neto a tomar a decisão de comprar todos os livros com temática LGBT da Bienal, num total de 14 mil exemplares, e distribuí-los gratuitamente para a população antes que fossem tomados pela prefeitura. O youtuber mandou embalá-los em um plástico preto com os dizeres “Este livro é impróprio para pessoas atrasadas, retrógradas e preconceituosas”.

Após esse fato, Neto começou a receber ameaças e deixou de participar de eventos, chegando a afirmar nas suas redes sociais que providenciou a saída de sua mãe do país por temer as ameaças.

Agora, mais uma ação em represália à sua medida está sendo feita, dessa vez por uma deputada federal do PSC, Clarissa Tércio. Ela decidiu adquirir dez mil exemplares do livro “Macho Nasce Macho, Fêmea Nasce Fêmea – Desmascarando a Falácia da Ideologia de Gênero”, escrito por Isac Silva. Ela pretende distribuir esse material preconceituoso e transfóbico em Pernambuco, e declarou: “Já que Felipe Neto distribuiu 10 mil exemplares com livros em que se exalta essa temática, a Ideologia de Gênero, o relacionamento homossexual para enganar as nossas crianças, nós também vamos fazer algo aqui em Pernambuco. Vamos distribuir 10 mil livros por todo o território pernambucano”.

Veja também: Sobre cercear, censurar e subverter: quem tem medo dos livros?

Mais uma vez, a tropa das igrejas evangélicas que é base fundamental do bolsonarismo e da extrema-direita mostra que está disposta a mobilizar todos os seus recursos para difundir suas ideias de ódio e intolerância, lutando para que o Brasil, um país recordista em violência contra as mulheres, homossexuais e pessoas trans, se mantenha com esse vergonhoso recorde. A farsa de que no regime burguês e capitalista o “Estado laico” fica clara a cada medida reacionária desse tipo, que deve ser repudiada e combatida com todas as forças.




Tópicos relacionados

Homofobia e Transfobia   /    LGBT

Comentários

Comentar