Sociedade

Greve da Saúde de Natal

Denúncia: mofo cobre as paredes em UBS de Natal - RN

terça-feira 10 de dezembro de 2019| Edição do dia

A UBS Bela Vista no Bairro de Igapó, na Zona Norte de Natal, está com a parede cheia de mofos. Um lugar que deveria servir para cuidar da saúde da população e não apresentar um risco de agravamento e contaminação, está com as paredes tomadas de mofos, atingindo e piorando as condições de trabalho dos servidores e de atendimento da população.

Os trabalhadores da Saúde contratados do último concurso estão há pelo menos 10 meses recebendo somente 50% do salário. O prefeito Álvaro Dias (MDB) não está pagando nenhuma gratificação, adicional noturno e insalubridade a nenhum servidor, o que significa que trabalhadores recebem um salário base de R$725, mesmo realizando trabalho extra, sendo que há uma decisão judicial de 2018 ordenando o pagamento e isso não é cumprido.

No dia 5 de dezembro, iniciou-se a greve com um ato em diálogo com a população. A greve exige o pagamento dos seus direitos, assim como denuncia a situação dos hospitais e postos de saúde que atendem ao SUS, sem remédios e insumos básicos muitas vezes, como Dipirona, luvas, e a implantação das gratificações, o cumprimento da lei da data-base, que garante a recomposição das perdas salariais e não é cumprida desde 2014. Álvaro Dias permanece calado e está deixando os servidores pagando para trabalhar, assim como Marcelo Crivella no Rio de Janeiro, que não está pagando os salários dos servidores saúde e teve ajuda da justiça para cortar o ponto dos grevistas.

Não vamos aceitar esse ataque de conjunto ao SUS e à saúde pública, que visa privatizar, terceirizar e sucatear ainda mais o atendimento público de saúde. É necessário cercar de solidariedade a greve dos trabalhadores municipais da saúde!

Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos e nos colocamos a serviço de denunciar essas condições absurdas.




Tópicos relacionados

Natal   /    Sociedade   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar