Mundo Operário

EM SÃO PAULO

Dando exemplo, motoristas e trabalhadores de 16 terminais de ônibus paralisam exigindo melhores condições de trabalho

Um dia depois do Brasil bater a lamentável recorde de 3254 mortos, trabalhadores de São Paulo dão exemplo exigindo políticas de saúde publica para o transporte.

quarta-feira 24 de março| Edição do dia

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

Nesta terça-feira(24), os trabalhadores de mais de 16 terminais de ônibus paralisaram entre as 10h até às 12h, se negando naturalizar o que vivem, enquanto o governo Dória faz demagogia com a vacina.

Pode te interessar: Lockdown para quem? Ônibus seguem lotados na Baixada Santista mesmo após decreto

Foram os terminais Cachoeirinha, AE Carvalho, Parque Dom Pedro II, São Mateus, Lapa, Santo Amaro, Capelinha, João Dias, Campo Limpo, Pirituba, Pinheiros, Santana, São Miguel, Sapopemba, Tiradentes e Bandeira.

Pode te interessa: Abaixo a Lei de Segurança Nacional da ditadura! Fora Bolsonaro, Mourão e os golpistas

O que os trabalhadores reivindicam é melhores condições de trabalho, tendo em vista que durante toda a pandemia nunca pararam e com o agravamento com mais de 3 mil mortes no Brasil se veem desamparados no combate ao coronavírus.

Pode te interessa: Após recordes, governo Bolsonaro muda sistema e esconde artificialmente número de mortos por Covid




Tópicos relacionados

Bolsonaro   /    Trabalhadores dos Transportes   /    Precarização do Transporte Público   /    João Doria   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar