×

Privatização dos Correios | Denúncia: Correios desconta vale-alimentação como punição da greve para intimidar ecetistas

Em meio a votação do PL 591, que autoriza a privatização dos Correios, a estatal efetiva o desconto no vale alimentação correspondente aos dias parados na greve de 2020 em uma tentativa clara de intimidação contra qualquer tentativa de resistência por parte dos trabalhadores.

segunda-feira 9 de agosto | Edição do dia

A informação chegou ao nosso diário através dos próprios ecetistas, que estavam se preparando para uma assembleia no dia de amanhã. Os Correios, presidido pelo general Floriano Peixoto, do alto do seu super-salário e inúmeros privilégios, derrubaram na Justiça uma liminar contra esse desconto no mês de maio, mas apenas agora, em meio a votação, que decidiram implementá-lo. O desconto pode chegar a cerca de 600 reais do salário desses trabalhadores, um verdadeiro escândalo, e um ataque ao direito de greve dos trabalhadores.

Essa tentativa de intimidação serve aos interesses das grandes multinacionais como a Amazon de Jeff Bezoz, que tem interesse em embolsar cada centavo de lucro gerado pelos trabalhadores dos Correios, enquanto viaja para o espaço. São empresas campeãs em super-exploração do trabalho, que tem muito a ganhar com a privatização dos serviços de entrega no Brasil. Bolsonaro, Mourão, o Centrão e a Justiça golpista, alegam “ineficiência” para aumentar a precarização e terceirização do trabalho, sucateando a empresa, sobretudo nos interiores.

Sabem que a força da categoria, ainda mais quando aliada com a população que passa fome e com o conjunto dos trabalhadores que se enfrentam com os ataques capitalistas, é a única coisa que pode ameaçar seus planos. E é nisso que os ecetistas precisam apostar, no potencial que sua luta mostrou ano passado, exigindo das grandes centrais que dirigem a Fentect e o Sintect, CUT e CTB, que proponham um plano de lutas contra a privatização dos Correios e cada ataque do governo Bolsonaro, através de uma greve geral que pare esse país até derrubar Bolsonaro, Mourão e os ataques. Por esse caminho, é possível conquistar não só a defesa da empresa, mas também que os Correios seja uma empresa 100% estatal controlada pelos trabalhadores, com efetivação dos trabalhadores terceirizados, e não por generais ou civis privilegiados a serviço dos interesses capitalistas dentro da empresa.


Quer denunciar? Mande seu relato para +55 11 97750-9596

E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming! Todos os dias, ouça a realidade contada a partir dos trabalhadores em 5 minutos!




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias