×

Nova etapa | Contribua e seja parte da comunidade do Esquerda Diário, a luta de classes na sua mão

Nas últimas semanas, lançamos uma nova etapa do Esquerda Diário, com o lema “a luta de classes na sua mão”, para reforçar que queremos fazer parte de ecoar a voz dos trabalhadores, da juventude, das mulheres, dos indígenas, dos negros e das LGBTQIA+. Nessa nova etapa, também lançamos a Comunidade do Esquerda Diário, onde você pode acompanhar, interagir e contribuir para compartilhar com a gente essa ideia.

segunda-feira 26 de julho | Edição do dia

A Comunidade do Esquerda Diário é uma proposta para que você acompanhe, interaja e contribua para que cada trabalhador, cada estudante e todos os setores oprimidos tomem em suas mãos os rumos da luta contra a crise capitalista que vivemos. Se hoje somos assolados pelo desemprego, pela fome, pelas reformas de Bolsonaro, Mourão, Centrão, direita e todo esse regime político que é fruto do golpe institucional de 2016. Também queremos avançar para organizar nossa raiva e compartilhar nossas angústias e capacidade de combate contra eles, que estão aí para garantir que os lucros dos empresários não sejam tocados, enquanto nós pagamos com nossos direitos mais básicos, amargando desemprego e fome e vendo nossos recursos sendo privatizados.

Enquanto a imprensa burguesa, como os grandes jornais, as grandes empresas de televisão, defendem quem nos ataca, fazendo propaganda de privatizações, defendendo a Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência, Administrativa, Tributária, as privatizações da Eletrobras e dos Correios, nós precisamos nos organizar para barrar todos esses ataques. Precisamos conectar e compartilhar as experiências que vivemos em cada local de trabalho e estudo com cada trabalhador, estudante, mulher, indígena, que passa todo dia pelo combate contra esse sistema de opressão e exploração que nos é empurrado goela abaixo.

Porque isso faz parte de enxergar que somos uma só classe e que temos um inimigo em comum, que é o capitalismo, com seus representantes políticos de distintas alas da burguesia. Seja Bolsonaro e o agronegócio do centro-oeste, seja Dória e os empresários de São Paulo, todos eles estão unificados para nos atacar, tendo como porta-vozes da defesa dos ataques toda a grande mídia.

Mas nós, trabalhadores e setores oprimidos, mostramos nosso descontentamento nas manifestações contra esse governo, nós somos parte da luta contra o PL 490 e o Marco Temporal pela demarcação das terras indígenas, nós somos as que lutamos por Justiça por Mari Ferrer e estamos no combate por Justiça por Marielle e Justiça por Miguel. Assim como também somos nós que não podemos deixar que nosso descontentamento seja canalizado para a via eleitoral para eleger Lula e o PT em 2022, sendo que ele já apontou que vai seguir fortalecendo os militares e seguir privatizando. Nossa luta é aqui e agora.

Precisamos organizar todas as expressões de rechaço, descontentamento, raiva, de luta e organização que surgirem, e o Esquerda Diário existe para que elas possam ganhar força, se expressar e avançar sobre nossos inimigos de classe. Se inscreva na Comunidade e receba diariamente nossos principais materiais. Contribua também financeiramente através do PIX [email protected] ou se inscrevendo em nosso site(link). Queremos organizar nossa comunidade para se somar e solidarizar coletivamente com cada luta, para converter essa força potencial de cada um em uma força de milhares. Para ter a luta de classes na sua mão e para que você possa colaborar para que ela chegue nas mãos de cada amigo, colega de trabalho.

Você já se inscreveu na Comunidade do Esquerda Diário?

Não? Inscreva-se aqui




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias