×

Museu Nacional 24J | | Contra Bolsonaro e Mourão vem com a Faísca, Esquerda Diário e MRT nesse 24J em Brasília

Neste sábado, mais uma vez estão sendo chamados atos nacionais pelo Fora Bolsonaro. Em Brasília a concentração do ato será no Museu Nacional, às 15h. Nós da Faísca, Esquerda Diário e MRT estaremos lá e chamamos a todos que querem derrotar Bolsonaro e Mourão, mas sem confiar nos demais atores golpistas, apenas apostando na força da mobilização dos trabalhadores.

quarta-feira 21 de julho | Edição do dia

O ódio popular só cresce com o descaso pela vida dos mais de 540 mil mortos ou o desemprego recorde de 14 milhões provocado por esse governo que não cansa de seguir descarregando ataques aos trabalhadores, enquanto Bolsonaro e os militares seguem aprofundando a crise política com suas ameaças golpistas. Mas Bolsonaro e os militares não estão sozinhos e contam com a ajuda dos demais golpistas, como o Congresso, que aprovou um aumento do Fundo Eleitoral que triplica seu valor para quase R$ 6 bilhões para o orçamento de 2022, enquanto milhões de brasileiros passam fome.

São contra esses ataques que a juventude e os trabalhadores mais uma vez irão marchar no dia 24 de julho. Porém, enquanto esse ódio só cresce, vemos as direções burocráticas, tanto do movimento estudantil quanto dos sindicatos, esvaziarem os atos em jornadas rotineiras sem um plano de luta.

Leia mais:5 motivos pra marchar com o Esquerda Diário no 24J

No último ato do 13J, ao invés das centrais convocarem todas as paralisações contra a privatização do Correio junto ao protesto da população, separaram conscientemente para outro horário impedindo a unificação das demandas. Vemos como o DCE da UnB -composto por PT, PCdoB, Levante, PSOL e PCB -, sequer divulgou o ato, escancarando de vez como não estão dispostos a construir a mobilização pela base, como já faziam ao não chamarem assembleias com direito a voz e voto para que os estudantes tomassem a luta em suas mãos e decidissem seus rumos. O que se mostrou no burocrático CONUNE, onde essas mesmas direções, - PT e PCdoB com o silêncio da oposição de PSOL e PCB - preferiram dar voz ao MDB e não aos estudantes, sendo um congresso que poderia armar a juventude do país para se unificar aos trabalhadores.

Veja mais:UNE organiza debate para defender alianças com direita, mas nossa unidade é com os trabalhadores

Nós da Faísca, Esquerda Diário e MRT defendemos que a aliança que precisamos é nas ruas com os setores oprimidos e não com a direita, uma unidade com os povos indígenas, o movimento sem terra, que estão acampados aqui lutando contra a retirada do direito às suas terras. Confiando apenas na força da nossa mobilização, sem ilusões nas saídas institucionais, como o Impeachment que conduz ao poder o racista general Mourão, ou mesmo a CPI que serve para parte do regime lavar sua cara contra Bolsonaro. Para isso, é imprescindível a auto-organização dos trabalhadores, com o chamado em cada local de trabalho e estudo de assembleias para discutir um verdadeiro plano de lutas que rompa com esses atos espaçados e organize a força dos trabalhadores, através de uma greve geral.

Leia mais: Lira propõe semipresidencialismo para proteger Bolsonaro. Lutemos por uma nova Constituinte

É por isso que somos centenas de trabalhadores e estudantes de diversos locais do país que se organizam para a construção dessa mídia anticapitalista, uma ferramenta no combate de Bolsonaro e Mourão, patrões e todo o regime golpista. Buscando construir uma alternativa independente da política do PT, fortalecendo a auto-organização dos trabalhadores. Para isso, trazemos a luta de classes na sua mão, difundindo as lutas no Brasil e no mundo.

Por isso, chamamos todos a se somarem ao nosso bloco neste 24J, bem como na construção e difusão dessa mídia a serviço da luta dos trabalhadores, se juntando à Comunidade Esquerda Diário!

Acesse: Comunidade ED




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias