Confiante na vitória de Arthur Lira (PP) Bolsonaro manda recado a Maia: ’seja feliz, tudo acaba um dia’

Após a debandada do DEM, cuja maioria abandonou o candidato de Rodrigo Maia para sucedê-lo na presidência da Câmara, migrando para apoiarem Arthur Lira (PP) candidato de Bolsonaro, um claro sinal de desgaste do capital político de Maia que ameaça apostar no impeachment.

segunda-feira 1º de fevereiro| Edição do dia

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após a ameaça de Rodrigo Maia de aceitar um ou mais pedidos de impeachment contra o presidente, Bolsonaro, em discurso proferido a apoiadores do governo manda recado a Maia: ’seja feliz, tudo acaba um dia’, declarou o presidente em tom irônico.

Ontem o DEM, partido de Maia declarou “neutralidade” em relação a votação para a presidência da câmara dos deputados que acontece hoje, o que significa um golpe a Rodrigo Maia que vê seu capital político enfraquecendo desde que Bolsonaro passou a comprar com cargos e verbas setores do chamado “Centrão”, setor de políticos fisiológicos de direita e extrema direita que eram base de Maia. 16 dos 31 deputados da bancada do DEM já declararam voto a Arthur Lira (PP) candidato apoiado pelo executivo abandonando Baleia Rossi (MDB) candidato de Maia a sua sucessão na direção da casa.

Maia, em reação a debandada do seu próprio partido, ameaça, no seu último dia de mandato na presidência da Câmara dos deputados, aceitar um ou mais pedidos de impeachment contra Bolsonaro. O deputado do DEM busca fazer uso político do impeachment para beneficiar seu grupo de políticos golpistas e de direita, contando até com o apoio de partidos da esquerda como PSOL e UP, que acabam por apoiar a inciativa desse setor de políticos golpistas numa contenda que só fortalece a esse últimos.

Que fique bem claro, que apesar da disputa crescente entre o executivo e Rodrigo Maia, esse setores sempre atuaram juntos contra os trabalhadores e o povo. Aprovaram em parceria as reformas da previdência e trabalhista, as MPs 927 e 936 que aprofundam ataques aos direitos dos trabalhadores com suspensão de jornada de trabalho e pagamento de salário. Demonstram que nessa disputa, os trabalhadores não devem confiar em nenhum dos lados, pois ambos convergem em seus interesses em retirar direitos.

Com informações da Agência Estado




Tópicos relacionados

Arthur Lira   /    Baleia Rossi   /    Arthur Lira    /    Bolsonaro   /    Golpistas   /    DEM   /    Governo Bolsonaro   /    Rodrigo Maia

Comentários

Comentar