Internacional

DESIGUALDADE

Concentração da riqueza: enquanto pobreza avança, mundo ganha 660 novos bilionários

Estados Unidos e China lideram a lista, e o Brasil é o sétimo país com mais bilionários. Enquanto cresce o desemprego e a quantidade de pessoas que passam fome, os bilionários americanos aumentaram suas fortunas em US$ 1,5 trilhão, e os bilionários chineses em US$ 1,3 trilhão.

terça-feira 6 de abril| Edição do dia

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo. (Foto: Reprodução)

A Revista Forbes divulgou hoje (06/04) sua lista de bilionários. São 660 novos bilionários no mundo, com quase todos os países tendo novos nomes na lista. O mundo chegou a um total de 2755 bilionários, no mesmo ano em que se deve atingir a marca de 750 milhões de pessoas na pobreza extrema. O país que lidera a lista são os Estados Unidos, com 724 bilionários (com uma riqueza combinada de US$ 4,4 trilhões), seguidos pela China, com 626 bilionários, que possuem US$ 2,5 trilhões. O Brasil está em sétimo, com 65 bilionários, 20 a mais que no ano passado, com uma riqueza combinada de US$ 212 bilhões. O homem mais rico do país é Jorge Paulo Lehman, que possui US$ 17,9 bilhões.

O homem mais rico do mundo é o americano Jeff Bezos, dono da Amazon, com uma fortuna de US$ 177 bilhões, e que ataca constantemente os direitos dos trabalhadores de sua empresa, que foram expostos ao Covid-19 e não possuem nem sequer o direito de ir ao banheiro durante o trabalho. Durante a recente luta dos trabalhadores da Amazon de Bessemer, no Alabama (EUA), para se sindicalizar, a empresa usou de diversas artimanhas para impedir que isto ocorresse.

Veja mais: Direto do depósito da Amazon em Bessemer

Outro dado importante da lista é a entrada de nomes ligados a área da saúde. Stéphane Bencel, da Moderna, e Ugur Sahin, da Biontech, agora figuram como bilionários, atuando em empresas que estão produzindo vacinas contra a Covid-19. Isto demonstra que estas vacinas, que são um produto fundamental para a humanidade neste momento em que milhares de pessoas morrem diariamente por causa da pandemia, estão sendo produzidas pensando no lucro. Por isso, se torna fundamental a quebra das patentes, e a produção e distribuição sem estarem voltadas para o lucro.

Veja mais: Quase 4 mil mortes diárias e 8% vacinado, é urgente a quebra de patentes e vacina para todos!




Tópicos relacionados

Quebra das patentes   /    Vacina contra a covid-19   /    Jeff Bezos   /    Vacina   /    Elon Musk   /    Desigualdade   /    Desigualdade   /    Vacinação   /    Pandemia   /    Internacional

Comentários

Comentar