Sociedade

RECIFE

Comunidade Sítio Santa Francisca queima pneus em Recife contra despejo de mais 300 famílias

quinta-feira 29 de abril| Edição do dia

FOTO: Tião Siqueira

Mais uma manifestação corta avenidas com pneus em chamas em Recife contra uma ordem de reintegração de posse. Dessa vez, nesta quarta-feira, 28 de abril, foram os moradores da comunidade Sítio Santa Francisca, situada na Zona Sul. Cerca de 100 manifestantes fecharam a avenida Recife, próximo a entrada do Ibura. As informações são do jornal JC. Segundo os moradores, mais de 300 famílias estão sendo ameaçadas de serem despejadas até o dia 4 de maio. O terreno está em nome do governo federal.

Terezinha Francisca de Jesus , em entrevista para o jornal JC, revela seus desespero: “Vamos morar na rua, né? Ninguém tem onde morar, ninguém tem pra onde ir. A comunidade recebeu a notícia com muita tristeza, com muito desespero. Nós não dormimos mais a noite, fazem cinco dias que não ‘prego’ mais os olhos, não tenho pra onde ir”.

A situação dessas famílias é ainda mais desesperadora durante a pandemia, onde o desemprego e a fome aumentam dia após dia. O governo federal de Bolsonaro, que reivindica as terras, mostra sua face mais cruel, junto à subordinação de Paulo Câmara e da justiça. Não se importam que essas centenas de famílias que vão para rua sem ter onde morar. Essa é a política do “fica em casa” de Paulo Câmara e João Campos para os mais pobres, o despejo. Por trás dessa ação nefasta está a sede inesgotável de lucro da burguesia imobiliária que manda em seus políticos e juízes como se fossem seus capatazes.

Nós do Esquerda Diário nos solidarizamos e nos colocamos ao lado de cada uma dessas famílias que estão se manifestando pelo direito à moradia e contra reintegração de posse. Colocamos todo nosso portal e rede de instrumentos de mídia à disposição.

💬 Quer denunciar? Mande seu relato para +55 11 97750-9596
E siga o Esquerda Diário nas redes e plataformas de streaming!




Tópicos relacionados

Despejo   /    Ameaça de Despejo   /    Pernambuco   /    Protestos   /    Pandemia   /    Moradia   /    Sociedade   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar