Sociedade

FURA FILAS

Comandante-geral e militares de alta patente da PMDF furaram fila das vacinas

A lista inclui o comandante e subcomandante geral, o chefe do estado-maior, o irmão do subcomandante e o chefe do departamento operacional, que se vacinaram antes mesmo que se termine a aplicação em idosos.

sexta-feira 2 de abril| Edição do dia

O comandante geral da PMDF, Julian Rocha Pontes, com o Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Este fato levou a exoneração do comandante geral da PMDF, Julian Rocha Pontes, segundo o jornal Correio Braziliense. Além dele, também furaram a fila o coronel Hemerson Rodrigues Silva, chefe do Departamento Operacional; o coronel Marcelo Helberth de Souza, chefe do Estado-Maior; o subcomandante geral, coronel Cláudio Fernando Condi e seu irmão, o também coronel Eduardo Condi. Este último responde por tráfico de animais silvestres, no caso da cobra naja.

Nesta pandemia, a Polícia Militar tem cumprido o mesmo papel que cumpre em todos os momentos, que é o de reprimir e assassinar a população negra das periferias, fortalecida inclusive por decretos como os de toque de recolher por parte dos governos. Nem mesmo a “quarentena” impediu que continuasse fazendo operações em favelas onde mataram inclusive crianças. E diversos governos estaduais ainda baixaram decretos dando prioridade na vacinação para policiais, antes de outras categorias muito mais importantes e que estão, de fato, se expondo ao vírus para cumprir um papel importante. Como se não fosse suficiente, militares de alta patente usam os privilégios de seus cargos para furar a fila destes próprios decretos!




Tópicos relacionados

MORTES COVID-19   /    Vacina contra a covid-19   /    Vacina   /    Repressão policial   /    Vacinação   /    COVID-19   /    DF - Brasília   /    PM   /    Repressão   /    Sociedade   /    Brasília

Comentários

Comentar