Política

GANÂNCIA CAPITALISTA

Com quase 4000 mortes e auxílio de R$5 por dia, Governo sobe preços dos remédios em 10%

Resolução começa a valer a partir desta quinta-feira, 1º de abril e o reajuste dos preços pode chegar até 10,08%.

quinta-feira 1º de abril| Edição do dia

Foto: Thinkstock/Getty Images

Em meio a um verdadeiro massacre que retira 4 mil vidas e com Bolsonaro querendo que a população viva com 5 reais por dia, o Governo anuncia que aumentará os preços dos medicamentos. Parece piada do dia da mentira, mas não é.

Leia: Auxílio Esculacho: Bolsonaro propõe R$5 por dia para o povo viver

A Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) aprovou o reajuste de preços que já circula no Diário Oficial da União e que terá validade a partir desta quinta-feira, 1º de abril.

De acordo com a classe terapêutica dos medicamentos, o aumento absurdo do governo pode variar, sendo em até 10,08% para o nível 1, 8,44% para o nível 2 e 6,79% para o nível 3.

Prova cabal de que o lucro é mais importante do que as milhares de vidas da classe trabalhadora que são perdidas diariamente pela COVID-19, do que as milhões de pessoas que vivem na miséria, enquanto os próprios deputados mais do que dobram seus gastos em saúde de tratamentos cirúrgicos.

Pode te interessar: Bolsonaro diz não ter dinheiro para auxílio emergencial, mas bolsa banqueiro foi garantida




Tópicos relacionados

remédio   /    BolsonaroGenocida   /    COVID-19   /    Auxílio emergencial   /    Política

Comentários

Comentar