×

Crise do regime | Com pedido de impeachment de Moraes e nota de repúdio pelo STF, se acirra a crise entre os poderes

No dia de ontem Bolsonaro entregou ao Senado o pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes. O que provocou imediata reação do STF, escalando as tensões da crise entre os poderes. Leia a íntegra da nota.

sábado 21 de agosto | Edição do dia

Atualizando os embates das disputas autoritárias entre os poderes, hoje os ministros do Supremo Tribunal Federal divulgaram uma nota de repúdio ao ato do presidente Bolsonaro, que entregou o pedido de impeachment do ministro Alexandre Moraes no dia de ontem.

"O Estado Democrático de Direito não tolera que um magistrado seja acusado por suas decisões, uma vez que devem ser questionadas nas vias recursais próprias, obedecido o devido processo legal.", Veja a íntegra da nota abaixo.

Tal qual o STF, Bolsonaro em seu discurso também buscou mascarar-se como defensor da democracia, alegando que ele atua "nas quatro linhas", enquanto o ministro que teria abusado da autoridade:

"Não é revanche, cada um tem que saber o seu lugar. Só podemos viver em paz e harmonia se cada um respeitar o próximo e saber que existe um limite, que é a nossa Constituição", declarou o presidente a Rádio Eldorado

O pedido de impeachment de Moraes veio como uma resposta por parte do presidente genocida após o ministro ter pedido a prisão de Roberto Jefferson, aliado bolsonarista.

Leia mais Disputas entre projetos autoritários e ataques de grande intensidade

NOTA OFICIAL

O Supremo Tribunal Federal, neste momento em que as instituições brasileiras buscam meios para manter a higidez da democracia, repudia o ato do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, de oferecer denúncia contra um de seus integrantes por conta de decisões em inquérito chancelado pelo Plenário da Corte.

O Estado Democrático de Direito não tolera que um magistrado seja acusado por suas decisões, uma vez que devem ser questionadas nas vias recursais próprias, obedecido o devido processo legal.

O STF, ao mesmo tempo em que manifesta total confiança na independência e imparcialidade do Ministro Alexandre de Moraes, aguardará de forma republicana a deliberação do Senado Federal.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias