Com mais de 74 mil infectados, Roraima atinge superlotação de hospitais

Roraima atingiu nesta segunda-feira, (1°), o alarmante número de 74.367 pessoas infectadas pelo coronavírus, com a rede hospitalar precária hospital atinge superlotação em leitos clínicos, um sinal de outra região que o sistema de saúde esta colapsando.

terça-feira 2 de fevereiro| Edição do dia

Foto: Ascom/Sesau

De acordo com os dados fornecidos pelo Boletim de Saúde de Roraima desta segunda-feira (1°), foram confirmados 103 novos casos de Covid, e existe um número drástico de 107 mortes que ainda estão em investigação para verificar se são resultantes da pandemia. Em meio a números crescentes de casos e mortes, o Hospital Geral de Roraima (HGR) passou para 103% de ocupação de leitos clínicos, uma situação de superlotação.

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) apresenta 79% de ocupação, já os leitos semi-intensivos 78%. Já o hospital de Roraima, o HGR, possui 63 leitos de UTI, 9 leitos semi-intensivos e 159 leitos clínicos.

Para se ter uma mensuração da gravidade que passa o sistema de Saúde, (conforme dados fornecidos pelo G1) Roraima contava 63.899 somente dois meses atrás, 1/12, e agora são mais dez mil infectados fazendo com a curva cresça dia após dia. Em media urgente, e dada a precariedade do atual Hospital Geral, o governo estadual transferiu pacientes com coronavírus para o Hospital de Campanha no último sábado (30).




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Roraima   /    Saúde

Comentários

Comentar