MRT

IV CONGRESSO DO MRT

Com maioria de delegadas mulheres e participação internacional, IV Congresso do MRT começa

O IV Congresso do Movimento Revolucionário de Trabalhadores tem o seu início com a participação de dezenas de delegados de diferentes estados do país, participações de dirigentes da Fração Trotskista da França, Argentina, Estados Unidos e Chile. O Congresso dá o seu pontapé inicial nessa sexta-feira e segue ao longo do fim de semana.

sexta-feira 23 de abril| Edição do dia

Com uma composição de delegados majoritariamente feminina, o IV Congresso do MRT tem o seu início na tarde dessa sexta-feira. Ao todo, 63% dos delegados são mulheres, o que expressa a força das mulheres na linha de frente da organização. Os delegados são compostos por trabalhadores, jovens, estudantes, operários e operárias, trabalhadoras da saúde, dos transportes, educadores e educadoras, domésticas, negros, mulheres e LGBTs de diferentes estados, como São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Brasília, Espírito Santo, Paraíba e Goiás, de distintas cidades de cada estado.

- Leia Mais: Começa hoje IV Congresso do Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT)

A presidência ficou ao cargo da dirigente do MRT, Maíra Machado, professora de Santo André, que abriu os trabalhos nessa tarde. A presidência honorária do congresso foi composta pela luta dos trabalhadores no Brasil, na Amazon dos EUA, dos petroleiros da Grandpuit da França, dos trabalhadores da saúde de Neuquen, na Argentina, e a luta antirracista nos EUA e por justiça a George Floyd. Também compuseram a presidência honorária os 400 mil mortos pela Covid no Brasil, os trabalhadores e jovens em luta contra a ditadura em Mianmar, os bravos trabalhadores que ergueram o primeiro governo operário há exatos 150 anos da Comuna de Paris e a enorme dirigente revolucionária e socialista Rosa Luxemburgo, cujo nascimento ocorreu também há 150 anos. Por fim, compôs a presidência honorária do congresso também o dirigente revolucionário Leon Trotsky.

- Leia mais: O desastre capitalista e a luta por uma Internacional da Revolução Socialista

Após a abertura do Congresso, com a instalação da mesa e da presidência, os delegados vão debater a situação internacional a partir de uma abertura feita pelo dirigente do MRT, André Barbieri. Logo após teremos a intervenção de Daniela Cobet, da direção do NPA (Nouveau Parti Anticapitaliste) e da CCR/Révolution Permanente. O congresso conta também com a presença de Jimena Vergara, dirigente do Left Voice dos Estados Unidos, Fabián Puelma, dirigente nacional do PTR em Santiago no Chile, Muno, dirigente operário do PTR em Antofagasta no Chile, Claudia Cinatti, dirigente nacional do PTS na Argentina e Elizabeth Yang, do PTS na Argentina.

Leia mais: IV Congresso do MRT: pandemia, crise capitalista e luta de classes mundial

Leia mais: Documento nacional do IV Congresso do MRT

Acompanhe o Esquerda Diário para mais informações sobre o IV Congresso do MRT




Tópicos relacionados

IV Congresso do MRT   /    MRT

Comentários

Comentar