×

Exploração | Com a violência sofrida por Raiana mais 12 mulheres se encorajaram a denunciar ex-patroa

Por agressões e ameaças, da mesma forma que sofreu Raiana, a jovem babá que pulou do 3º andar de um prédio em Salvador/BA, a ex-patroa é denunciada por mais 12 mulheres.

quarta-feira 1º de setembro | Edição do dia

Outras 12 mulheres procuraram a polícia para denunciar Melina Esteves França, por agressões e ameaças. Segundo informações divulgadas a ex-patroa agredia e ameaçava as trabalhadoras que lhe prestavam serviço.

Raiana Ribeiro, de 25 anos, a babá que pulou do terceiro andar de um prédio no bairro do Imbuí no último dia 25, em Salvador, era mantida em cárcere privado desde o dia 21, depois que disse a ex-patroa que iria procurar outro emprego.

Saiba mais: Raiana, que pulou do 3º andar para fugir da patroa, relata a situação de desespero e agressões

Sete ocorrências foram registradas na 12ª Delegacia Territorial (DT), de Itapuã e três trabalhadoras já foram ouvidas. Na 9ª DT, no bairro Boca do Rio, outras cinco ocorrências foram registradas contra Melina que é apontada como suspeita de agressões físicas e ameaças.

Além da violência física e das ameaças, as trabalhadoras a denunciaram também por tomar seus celulares, não obedecer horários combinados para a execução dos serviços e também por não pagar dias trabalhados.

Às provas foram incluídos áudios gravados e enviados por Melina às suas ex-funcionárias, o material possui xingamentos e ameaças que eram utilizados como forma de intimidação. Duas trabalhadoras chegaram a fazer exame de corpo delito por conta das agressões, além de outra babá, idosa, que prestou queixa na delegacia do idoso.

Veja também: Justiça por Raiana, babá mantida presa pela patroa




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias