Sociedade

COLAPSO PORTO ALEGRE

Colapso da saúde em Porto Alegre: hospitais e UPAs atendendo muito acima da capacidade

Profissionais da saúde sobrecarregados e atendendo mais do que o dobro da capacidade em 3 das 4 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) em Porto Alegre. O PA mais lotado, na Bonja, chega próximo de 300% da capacidade de atendimento.

segunda-feira 22 de fevereiro| Edição do dia

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde a UPA da Cruzeiro ultrapassou 216% da capacidade, na Zona Norte o Pronto Atendimento chegou a 229,4%, e, no caso mais grave na Bom Jesus a lotação atingiu 271,4%. Isso significa macas de ambulâncias nos corredores, pessoas sendo mal acomodas em poltronas e cadeiras. Sendo que desde junho do ano passado todas operam perto da lotação. Na Lomba do Pinheiro são 133,3% de lotação.

A orientação é que pessoas com sintomas leves, mesmo de covid, devem procurar as UBS e não ir aos PAs que só atenderão casos mais graves. O mesmo vale para os hospitais, no Conceição a lotação de leitos chegou a 155,8% e os leitos de UTI estão em 96%, no Hospital Fêmina os leitos de UTI ultrapassam os 100%, de acordo com o mapa divulgado pelo governo do estado no site https://covid.saude.rs.gov.br/.

Em poucos dias, se nada for feito, começará a faltar respiradores e leitos. Enquanto isso o bolsonarista Sebastião Melo (MDB) quer tudo aberto. Uma política deliberada que vai levar a morte de muita gente trabalhadora para defender os interesses do empresariado.

Leia também: Porto Alegre é uma panela de pressão social e sanitária.




Tópicos relacionados

Crise Sanitária   /    Crise na Saúde   /    saúde pública   /    trabalhadores da saúde   /    Crise capitalista   /    Que os capitalistas paguem pela crise!   /    Sociedade   /    Economia   /    Política

Comentários

Comentar