×

Impacto ambiental | Ciclone extratropical chega ao litoral Sul com ameaça de grandes danos

segunda-feira 16 de maio | Edição do dia

Um ciclone extratropical vem se aproximando do litoral do Rio Grande do Sul com rajadas de ventos fortes. Na madrugada de domingo (15) os ventos chegaram a arrastar um carro que se localizava em uma praia na cidade de Santa Vitória do Palmar, na Região Sul do estado, para dentro do mar. Ninguém se encontrava dentro do carro. Os ventos no litoral gaúcho podem chegar a rajadas de mais de 115 km/h, nos próximos dias.

Ainda nesta segunda (16), o ciclone extratropical se afasta em direção ao alto-mar. Isso provocou fortes agitações das águas em todo litoral, já que mesmo indo para alto-mar ele se aproximou da costa. Com o afastamento ele se unirá a outro ciclone extratropical, que está vindo da costa do sul da Argentina, o que intensificará ainda mais os ventos nesta terça-feira. Com essa junção, o fenômeno poderá ser reclassificado e considerado um ciclone subtropical, que pode ter características de ciclone tropical e extratropical.

Isso tudo pode se intensificar mais a partir desta terça (16), onde deixará todo o estado do Rio Grande do Sul e também o de Santa Catarina sob alerta. O efeito do ciclone pode afetar com ventos fortes a região Sudeste também, como São Paulo e Rio de Janeiro, que hoje vem tendo fortes chuvas com granizo.

O perigo do ciclone pode ser gravíssimo e pode causar acidentes fatais como o que ocorreu durante em Santa Catarina em 2020, onde 3 trabalhadores morreram em seu local de trabalho e sendo obrigado a seguir trabalhando mesmo com todos os riscos.

As mudanças climáticas e a devastação do meio ambiente provocadas pelas queimadas e a destruição capitalista está gerando fenômenos como esse que pode trazer grandes tragédias e destruição, que com a negligência do capitalismo com a infraestrutura das cidades, principalmente das regiões mais periféricas, esses eventos podem trazer tragédias mais agudas. Como as fortes chuvas que impactam diversos estados brasileiros no início desse ano, deixando centenas de mortos e milhares de pessoas desabrigadas.

Veja também: Alagamento não é culpa da chuva, é do capitalismo




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias