Sociedade

QUEIMADAS

Chapada Diamantina na Bahia arde em chamas, com suspeita de incêndio criminoso

Desde terça-feira (6), grandes áreas de preservação ambiental na Bahia ardem em chamas. Os bombeiros afirmam que o incêndio começou na beira de uma estrada por isso há a suspeita de crime ambiental. Há 20 anos não haviam queimadas nessa área.

sexta-feira 9 de outubro| Edição do dia

Imagens G1.com

Não há estimativa ainda da área atingida, mas o incêndio já atinge desde o município de Andaraí, onde começou em uma estrada estadual, até os municípios de Igatu e Mucugê. Existem focos de incêndio em Barreiras e no município de Cocos.

O corpo de bombeiros de diversos municípios da região estão mobilizados bem como brigadistas do Ibama. Os relatos são de muita dificuldade de combater as chamas que encontraram bastante biomassa como combustível de uma região que há 20 anos não queimava. Centenas de animais estão sendo resgatados fugitivos do incêndio. Dois aviões com capacidade de 1500 litros estão jogando água sobre o fogo que não tem perspectiva de ser descontrolado.

A suspeita de incêndio criminoso é muito forte, fruto de uma política e de um discurso que vem da presidência da República, com Bolsonaro à frente, e dos militares como Mourão para favorecer o agronegócio. É um tremendo desastre ambiental provocado por mãos humanas primeiro no Pantanal e Amazônia e agora em uma das mais belas riquezas naturais do país, o Parque Nacional da Chapada Diamantina. Até o momento não há relatos de feridos.




Tópicos relacionados

Queimada   /    Fora Bolsonaro, Mourão e os militares   /    Crime Ambiental    /    Agronegócio   /    Sociedade   /    Meio Ambiente   /    Política

Comentários

Comentar