×

Em defesa dos direitos indígenas | Chamamos todos os estudantes da UnB a apoiarem o acampamento indígena em Brasília

Indígenas de todo Brasil estão sendo ameaçados por um ataque histórico através do marco temporal que será votado no STF amanhã. Chamamos todos os estudantes e entidades a apoiarem essa luta contra os ataques do agronegócio e dos latifundiários que tem o apoio de Bolsonaro, Mourão, Congresso e STF. Todos ao ato amanhã as 14h horas na Praça dos Três Poderes.

Caio Rosa Estudante de Relações Internacionais na UnB

Luiza EineckEstudante de Serviço Social na UnB

terça-feira 24 de agosto | Edição do dia

Desde domingo milhares de indígenas de todo o país, de dezenas de povos, estão acampados em Brasília mobilizados contra a votação do marco temporal que será feita amanhã pelo STF. Os estudantes da UnB podem cumprir um papel fundamental se mobilizando em apoio para barrar este ataque histórico.

Não podemos ter nenhuma confiança no judiciário pois eles também são os responsáveis por arbitrariedades por exemplo limitando o direito de greve, como está sendo na greve dos metroviários no DF e perseguindo dirigentes sindicais como fez como Macapá, ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos. Apesar das disputas entre si o que unifica Bolsonaro, Mourão, Congresso e STF são os ataques contra nós.

Confira o chamado de Caio Rosa, estudante da UnB e da Juventude Faísca em apoio ao acampamento:

É muito importante que as organizações de esquerda como o PSOL, PSTU, UP e PCB estejam presentes colocando toda sua energia para mobilizar os estudantes em apoio a essa luta, no caso do PSOL que coloque também seus parlamentares na linha de frente dessa luta.

Chamamos as entidades estudantis como o DCE da UnB e os CA’s de todos os cursos que mobilizem os estudantes e convoquem todos para a marcha para o STF em defesa dos direitos indígenas as 14h, que se concentrará na Praça dos Três Poderes, e façam um grande bloco mostrando que a única força que pode derrubar Bolsonaro, Mourão e os ataques é a unidade dos estudantes, trabalhadores, indígenas, mulheres e mais oprimidos, não aceitaremos que o agronegócio e latifundiários assassinem os povos indígenas e acabem com o meio ambiente em nome de seus lucros.

Também fazemos um chamado à todas as mulheres, em especial, às estudantes do Serviço Social da UnB para se somarem na plenária “Mulheres indígenas na luta pela vida” que acontecerá na quarta-feira às 10h30. É importante que as entidades mobilizem as estudantes em apoio as mulheres indígenas que historicamente estão na linha de frente na luta por seus direitos.

Confira o convite da Luiza estudante de Serviço Social na UnB e militante do grupo de mulheres Pão e Rosas:




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias