×

Governo Bolsonaro | Centrão busca fusão para dar mais governabilidade à Bolsonaro

Com a possível fusão, novo partido poderia chegar a 126 deputados federais e ser a maior bancada da Câmara, ampliando a governabilidade de Bolsonaro.

quinta-feira 26 de agosto | Edição do dia

IMAGEM: Marcos Corrêa/PR

Em meio a uma situação de ataques e de votações importantes para o governo Bolsonaro, três partidos que fazem parte de sua coalizão no Congresso e que compõe o "Centrão" avançam em um projeto de fusão nesses últimos dias. Evidentemente, apenas para garantir e angariar mais forças na aplicação de seus projetos golpistas de retiradas e de direitos e melhores condições de exploração.

Os três (PP, PSL e PRB), buscam a criação de um novo partido unificado em função de se ter uma ampliação da governabilidade para o presidente, cuja própria articulação dessa empreitada tem enquanto ponto chave, o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, que também presidente em licença do PP.

Leia Também: Disputas entre projetos autoritários e ataques de grande intensidade

Se a fusão for feita, o novo partido poderia ter, caso não houver rupturas a partir da criação do partido, a maior bancada da Câmara dos Deputados, com 126 deputados federais. Sendo que, atualmente os partidos com a maior bancada são o PT e PSL, com 53 deputados cada legenda.

Saiba Mais: ED COMENTA Quem é Ciro Nogueira?

Parte do processo de negociação também envolveria um consenso no marco do próprio Bolsonaro ter rompido diretamente com o PSL em 2019, o que faria com que o mesmo não pudesse se filiar ao novo partido e concorre-se a reeleição para uma sigla de menor expressão em 2022.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias