Sociedade

COVID EM SP

Casos de COVID em crianças aumenta 115% em um hospital na cidade governada por Covas

Em hospital privado na cidade de São Paulo, o aumento de casos já alerta do que pode acontecer na rede pública da cidade. Bruno Covas é também responsável, sendo ele o atual prefeito onde mais se morreram pessoas em decorrência da COVID-19 no país.

quinta-feira 19 de novembro| Edição do dia

Foto: Divulgação

Segundo infectologista do Hospital Sabará em São Paulo, Francisco Ivanildo Oliveira, os casos em crianças aumentaram 115% em um único mês. Pelo hospital ser somente pediátrico, o atendimento não está sendo afetado assim como em hospitais com atendimento de adultos.

"No mundo inteiro, quando olhamos os casos confirmados, as crianças correspondem a 5% ou até menos. Nos Estados Unidos, esse índice aumentou, chegando a cerca de 10%. Mesmo assim, crianças costumam ter menos e formas mais leves da doença. Consequentemente, procuram menos os hospitais. Também sabemos que grande parte é assintomática", disse o infectologista.

Ainda, Oliveira alertou que os diagnósticos de COVID superaram as outras infecções respiratórias recorrentes nessa época do ano. Na primeira quinzena de outubro, o hospital diagnosticou 20 crianças contaminadas; já em novembro o número já subiu para 43 crianças. Isso refletiu também em um aumento de internações: em outubro foram 3 internações e em novembro, até o momento, o hospital já internou 7 crianças. "É pouco quando comparamos com os casos de adultos e isso não tem causado um impacto tão grande quanto nos hospitais gerais, mas interpretamos como um reflexo do que está acontecendo na comunidade", alertou Oliveira.

O Hospital Sabará é uma instituição privada, onde a menor parte da população infantil é atendida. Se em um hospital privado, onde não existe concorrência com adultos, o número de internações cresceu, pode-se já prever o que poderá causar no SUS esse aumento de casos de COVID em crianças.

Hospitais da rede pública de São Paulo já alertam sobre o aumento de casos confirmados e também o aumento de pessoas internadas em UTIs, tendo já uma diminuição perigosa de leitos disponíveis na cidade. O prefeito Bruno Covas, que faz demagogia dizendo ter sido até aqui um sucesso sua gestão da pandemia, é o responsável também por esse aumento e por São Paulo ser hoje a capital com o maior número de mortes no Brasil.

Veja aqui:São Paulo, governada por Bruno Covas, é a cidade com o maior número de mortes por COVID.




Tópicos relacionados

Hospital Privado   /    Hospital Público   /    Crianças   /    COVID-19   /    pandemia   /    Bruno Covas   /    Sociedade

Comentários

Comentar