Mundo Operário

PORTO ALEGRE

Carris amanhece com ato contra a reforma da previdência e a privatização da empresa

quarta-feira 15 de março de 2017| Edição do dia

Trabalhadores e movimentos sociais se reunem nesta madrugada em frente à empresa estatal de ônibus Carris da capital gaúcha, protestam contra a privatização da empresa e outros ataques anunciados pelo prefeito tucano Marchezan. Os trabalhadores também se opõe à reforma da previdência.

Os trabalhadores realizam um abraço na empresa. Neste momento (05:44) o choque da Brigada Militar encontra-se dentro da empresa, como aconteceu em outra data de paralisação nacional buscando reprimir e amedrontar os trabalhadores que não estão impedindo a saída de ônibus.

Valéria Muller, estudante de Letras da UFRGS e militante da Juventude Faísca - Anticapitalista e Revolucionária, presente na manifestação declarou:

"A juventude brasileira é um dos setores mais interessados em barrar a reforma da previdência e tantos outros ataques do governo. Muitos de nós, que sofre com o desemprego ou inicia o seu primeiro emprego agora, vai ter que trabalhar 49 para se aposentar. Se a situação já tá ruim agora, imagine depois... isso é inaceitável! É papel de todos os jovens, estudantes e trabalhadores, estarem ao lado dos trabalhadores nesse dia 15 para mostrar aos poderosos que não vamos arredar o pé. Essa aliança, da juventude e da classe trabalhadora, é que fazem eles tremerem. Lutamos contra os ataques do Temer em defesa do nosso futuro, para arrancar desses capitalistas os nossos direitos que estão sendo cortados e construir uma nova sociedade, ombro a ombro com cada trabalhador em luta. A Faísca - Anticapitalista e Revolucionária constrói o dia 15 de Março com essa perspectiva!"




Tópicos relacionados

15M 2019   /    Porto Alegre   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar