Internacional

ELEIÇÕES NOS EUA

Carreata pró-Trump com 4.000 pessoas bloqueia local de votação

No domingo, no sul da Califórnia, uma carreata de apoiadores de Trump se estendeu por quase 100 quilômetros impedindo o acesso à uma seção eleitoral.

terça-feira 3 de novembro| Edição do dia

No domingo, no sul da Califórnia, uma carreata de partidários de Trump tentou intimidar os eleitores que iam às urnas e até bloquearam a entrada de um local de votação. Havia cerca de 4.000 pessoas na carreata, que dirigiu por 60 milhas, para-choques quase grudados um no outro, em uma demonstração de força. Terminou em frente a uma seção eleitoral.

“Os apoiadores desfilaram por quase 100 quilômetros pelo município de Riverside na tarde de domingo antes de se reunirem no Parque Esportivo da cidade (Ronald Reagan)”, relata Stuti Mishra no jornal The Independent. “Porém, a multidão e seus veículos também acabaram obstruindo o acesso ao local, que incluía um centro de votação.”

A polícia foi chamada, mas ar chegar não fizeram nenhuma prisão. É difícil imaginar um protesto do Black Lives Matter chegando a qualquer lugar perto de uma seção eleitoral sem ser violentamente reprimido pela polícia. Na verdade, um grupo de eleitores liderados por um pastor, que tinha consigo um filho de apenas 5 anos, levou spray de pimenta pela polícia na sexta-feira.

Nos últimos dias antes da eleição, os apoiadores de Trump nos Estados Unidos têm tentado mostrar sua força enquanto intimidam os eleitores. Isso ocorre depois de um verão de confrontos entre o massivo movimento Black Lives Matter e um pequeno grupo armado de vigilantes de direita.

Durante o fim de semana, as manifestações pró-Trump bloquearam o tráfego em vários estados, incluindo uma enorme carreata que bloqueou o tráfego na Garden State Parkway em Nova Jersey. Claro, a polícia protegeu esses protestos - muito diferente da repressão vivida durante todo o verão por aqueles que defendiam a vida dos negros.

Esta extrema direita não pode ser derrotada apenas nas urnas - afinal, tanto Trump quanto Biden afirmam querer aumentar o financiamento policial e proteger a “lei e a ordem”. Podemos, no entanto, derrotá-los como fizemos nos protestos de Charlottesville - com nossa força nas ruas, ofuscando-os com nossos números. Podemos derrotar uma tentativa de Trump de roubar as eleições mobilizando a classe trabalhadora, fazendo uma greve para garantir que os votos sejam corretamente contados.




Tópicos relacionados

Eleições Estados Unidos 2020   /    Democratas   /    Republicanos   /    Extrema-direita   /    Donald Trump   /    Eleições Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar