Política

DANIEL SILVEIRA (PSL)

Câmara dos Deputados mantém prisão de Daniel Silveira (PSL)

Câmara dos deputados votou nessa sexta-feira pela manutenção da prisão de Daniel Silveira, deputado bolsonarista pelo PSL que gravou vídeo incitando o AI-5 contra o STF.

sábado 20 de fevereiro| Edição do dia

Imagem: G1/Globo

O Deputado carioca, Daniel Silveira (PSL), advindo dos redutos da política militar, e bolsonarista convicto, foi preso nessa última terça-feira (16 de Fevereiro de 2012). O motivo da prisão do deputado foi um vídeo gravado pelo mesmo no qual defendia o uso das Forças Armadas contra o Supremo Tribunal de Justiça.

Veja mais em: Câmara dos Deputados vota hoje (19) sobre prisão de Daniel Silveira

Esse deputado foi o mesmo que anos atrás protagonizou a lamentável cena ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL) e do ex-governador Wilson Witzel (PSC) portando uma placa quebrada com o nome de Marielle Franco (PSOL), vereadora assassinada no Rio de Janeiro.


Imagem: gauchazh

Veja mais em: Deputado do PSL, que quebrou placa da Marielle, ameaça de morte os antifascistas

Com a prisão do deputado, a decisão correu para a Câmara dos Deputados no sentido de votar a permanência da prisão ou tutelar a soltura do deputado. Na sessão de votos, no espaço destinado à defesa, o deputado argumentou que tinha se “excedido” e que pedia desculpas frente à população brasileira pelo ocorrido.

Gostaria de ressaltar que em momento algum e assisti ao meu vídeo varias vezes não consegui compreender o momento da raiva que ali me encontrava. Peço desculpa a todos o Brasil, ouvi de vários pessoas, juristas renomados, que perceberam que me excedi de fato na fala num momento passional(Daniel Silveira)

Na plenária de votação a prisão foi mantida por um placar de 364 votos a favor da manutenção da prisão, 130 contra e 3 abstenções. Arthur Lira (PP) Presidente da Câmara dos Deputados, eleito com a ajuda de Bolsonaro, declarou que o ocorrido era um “fato fora da curva” e que o diálogo respeitoso deveria ser realizado. O nível de cinismo é sem igual para esses golpistas, falam em cordialidade, mas quando se trata de atacar a classe trabalhadora brasileira, tanto o STF quanto a câmara dos deputados não pensa duas vezes.

O fato fora da curva que aconteceu hoje será um marco de mudança interna no comportamento dos senhores deputados no plenário desta Casa. Respeito, trato cordial, debate amplo, mas sempre respeitoso. Nós não podemos deixar que ofensas pessoais, radicalismos e colocações que não são bem-vindas no plenário continuem acontecendo, e os extremos continuem se digladiando (Arthur Lira)

Entre os deputados que votaram pela soltura de Daniel Silveira destacamos: Eduardo Bolsonaro que justificou seu voto com base no art. 53 da Constituição Federal - Art. 53. Os Deputados e Senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos -; e o Deputado Major Vitor Hugo (PSL) que também argumentou com base na liberdade de expressão.




Tópicos relacionados

Daniel Silveira   /    Bolsonaro   /    bolsonarismo   /    Eduardo Bolsonaro   /    PSL   /    Câmara dos Deputados   /    STF   /    Política

Comentários

Comentar