Política

PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS

Câmara aprova requerimento de urgência para abrir caminho à privatização dos Correios

Por 280 votos a 165 o requerimento permite que o projeto de lei para abrir caminho à privatização dos Correios se torne prioritário na fila de votação da Câmara, podendo ser pautado em plenário a qualquer momento.

terça-feira 20 de abril| Edição do dia

Foto: Esquerda Diário

Após a articulação do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), foi aprovado o requerimento de urgência na Câmara dos Deputados nesta terça, 20, que vai permitir que o projeto de lei elaborado para criar um “novo marco postal”. O que em outras palavras significa pavimentar o caminho da privatização dos Correios, o projeto passa a ter prioridade na votação da Casa e pode ser pautado a qualquer momento em plenário.

Apesar da justificativa cínica do deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA) que afirmou se tratar de apenas um projeto que visa a “regulamentação e a modernização do sistema postal brasileiro”, é de conhecimento público as intenções privatistas não só de Bolsonaro e Guedes, mas do conjunto da casta política golpista que está encastelada no Congresso Nacional.

Assim como outras medidas já aprovadas, o projeto de lei tem como objetivo pavimentar o caminho da privatização dos Correios, que em 2020 se deparou com a resistência dos trabalhadores que fizeram uma importante greve, apesar da traição e desmobilização promovida pelas direções sindicais em todo o país.

Veja também:
Greve dos Correios: as lições da luta contra os ataques de Bolsonaro, militares e juízes




Tópicos relacionados

Privatização dos Correios   /    CTB   /    CUT   /    Correios   /    Centrais Sindicais   /    Política   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar