Sociedade

GOVERNO BOLSONARO

Bolsonaro volta a defender liberação de armas no país com mais de 160 mil mortos por covid

Na segunda feira (02) Bolsonaro em seu twitter, voltou a declarar seu apoio a liberação do porte de armas, declarando: "Povo armado jamais será escravizado".

terça-feira 3 de novembro| Edição do dia

Fonte: Imagens google

A revista VEJA noticiou que Carlos Bolsonaro, atuou para barrar o controle de armas. Bolsonaro usou dessa brecha para defender fielmente a legalização do porte de armas como resposta ao problema de segurança pública existente no Brasil.

A justificativa do governo Bolsonaro e dos setores de extrema direita da sua base social é combater a violência social e garantir o direito à legítima defesa. Entretanto isso é completamente falso, a verdade é que a posse ou o porte de armas (que não foi modificado pelo decreto de Bolsonaro), podem fazer aumentar a já crescente violência social. São a miséria e a enorme desigualdade social as causas da violência, que tornam os jovens das periferias, das grandes cidades presas fáceis para o tráfico de drogas o que abre espaço para o crescimento das milícias. O que todas as pesquisas científicas sobre o assunto mostram é que o aumento no índice de armamento não leva a uma redução da violência social.

Em meio a pandemia com milhares e milhares de vítimas da COVID fruto da política negacionista de Bolsonaro, esse governo reacionário busca ainda mais medidas antipopulares contra a classe trabalhadora e juventude.

Essa medida de legalização do porte de armas será ainda mais um fator determinante do racismo estrutural que cotidianamente almejas as vidas negras e pobres, além de em nada fortalecer a auto organização dos trabalhadores. É preciso defender a auto organização dos trabalhadores com independência de classe, que enfrente Bolsonaro, Mourão e os militares e a raiz do problema da violência que é o desemprego, a fome e a miséria causados pelo sistema capitalista.

Veja também: Enquanto Bolsonaro flexibiliza porte de arma, 25% das mulheres vítimas de tiro morrem em casa




Tópicos relacionados

Carlos Bolsonaro    /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Sociedade   /    Política

Comentários

Comentar