×

Misógino | Bolsonaro veta distribuição gratuita de absorventes e itens básicos da saúde menstrual

Projeto forneceria absorventes e itens básicos da saúde menstrual para escolas, pessoas em situação de rua e outros grupos em vulnerabilidade social.

quinta-feira 7 de outubro | Edição do dia

Imagem: Reprodução/SP Invisível

Em decisão na manhã desta quinta-feira(07), Bolsonaro vetou parte do projeto intitulado “Programa de Proteção e Promoção da Saúde Menstrual” que previa a distribuição gratuita de absorventes e itens básicos da saúde menstrual a pessoas pobres que menstruam.

Leia também: Os ataques nas leis e na vida: a luta pelo direito ao aborto e por Fora Bolsonaro e Mourão

Entre os grupos que seriam beneficiados pelo programa estão estudantes de baixa renda matriculadas em escolas da rede pública de ensino, mulheres, homens trans e pessoas não binárias em situação de rua ou em situação de vulnerabilidade social extrema, mulheres, homens trans e pessoas não binárias apreendidas e presidiárias, recolhidas em unidades do sistema penal e mulheres, homens trans e pessoas não binárias internadas em unidades para cumprimento de medida socioeducativa.

O misógino Bolsonaro com isso tirou a principal parte do projeto e que teria maior impacto social. A proposta beneficiaria cerca de 5,6 milhões de pessoas que menstruam no país.

Segundo dados da Unicef e da UNFPA, mais de 4 milhões de jovens não têm itens básicos de higiene nas escolas quando estão menstruadas e 713 mil delas vivem sem acesso a banheiro ou chuveiro em seu domicílio.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias